Ao Correta

Samma Kammanto

Ao Correta o quarto elemento do Nobre Caminho ctuplo e pertence ao grupo da virtude




Definio

"E o que ao correta? Abster-se de destruir a vida, abster-se de tomar aquilo que no for dado, abster-se da conduta sexual imprpria. A isto se chama de ao correta."

-- SN XLV.8


Sua relao com os demais elementos do caminho

"E como que o entendimento correto vem primeiro? A pessoa compreende a ao incorreta como ao incorreta, e ao correta como ao correta. E o que ao incorreta? Matar seres vivos, tomar aquilo que no dado e comportamento imprprio em relao aos prazeres sensuais: essa a ao incorreta.

"A pessoa faz o esforo para abandonar a ao incorreta e entrar na ao correta: Esse o esforo correto da pessoa. A pessoa com ateno plena abandona abandona a ao incorreta e entra e permanece na ao correta: essa a ateno plena correta da pessoa. Assim essas trs qualidades - entendimento correto, esforo correto, e ateno plena correta giram em torno da ao correta."

-- MN 117


Uma vida vivida com habilidade

"Tendo seguido a vida santa e de posse do treinamento e estilo de vida de um bhikkhu, abandonando tirar a vida de outros seres, ele se abstm de tirar a vida de outros seres; ele permanece com a sua vara e arma postas de lado, bondoso e gentil, compassivo com todos os seres vivos. Abandonando tomar o que no seja dado, ele se abstm de tomar o que no dado; tomando somente aquilo que dado, aceitando somente aquilo que dado, no roubando ele permanece puro. Abandonando o no celibato, ele vive uma vida celibatria, vive separado, abstendo-se da prtica vulgar do ato sexual."

-- MN 27


A habilidade de uma pessoa leiga

"E como algum se torna puro de trs formas pela ao corporal? o caso em que algum, abandonando matar seres vivos, se abstm de matar seres vivos; ele permanece com a sua vara e arma postas de lado, bondoso e gentil, compassivo com todos os seres vivos. Abandonando tomar o que no seja dado, ele se abstm de tomar o que no dado; ele no toma, como se fosse um ladro, os bens e propriedades de outros num vilarejo ou na floresta. Abandonando a conduta imprpria com relao aos prazeres sensuais, ele se abstm da conduta imprpria com relao aos prazeres sensuais; ele no se envolve sexualmente com quem est sob a proteo da me, do pai, dos irmos, das irms, dos parentes, que possuem esposo, protegidas pela lei ou mesmo com quem esteja coroada de flores por um outro homem. Assim como algum se torna puro de trs formas pela ao corporal.

-- AN X.176


O passo seguinte no Treinamento Gradual: Modo de Vida Correto

 

Revisado: 9 Maro 2013

Copyright © 2000 - 2021, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flavio Maia: designer.