Mahanidana Sutta - DN 15

Por

Ajaan Thanissaro

Somente para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribudo para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuio ou uso.
De outra forma todos os direitos esto reservados.

 


 

O Mahanidana Sutta um dos discursos mais profundos do Cnone em Pali. O discurso trata de modo amplo os ensinamentos da origem dependente (paticca samuppada) e no-eu (anatta) traando o contexto do funcionamento desses ensinamentos na prtica.

A primeira parte do discurso toma os fatores da origem dependente na seqncia do efeito para a causa, seguindo passo a passo at a dependncia mtua por um lado da mentalidade-materialidade, (atividade mental e fsica), e por outro lado da conscincia. Com relao a esse ponto, vale a pena observar que a palavra grande no ttulo do discurso pode ter um duplo significado: modificando a palavra discurso sendo um discurso longo e modificando causas, referindo-se ao fato que materialidade-mentalidade e a conscincia como fatores causais so capazes de explicar tudo aquilo que pode ser descrito no mundo.

Depois de identificar a seqncia bsica dos fatores no processo causal, o discurso ento analisa a sua inter-relao, mostrando como eles podem explicar o sofrimento ambos no nvel individual e social.

A segunda parte do discurso, abordando o ensinamento sobre no-eu, mostra como a origem dependente proporciona na prtica um foco para esse ensinamento. Comeando com a seo sobre as Descries do Eu, classificando os vrios modos em que a noo de um eu pode ser definida em termos da forma. O esquema de anlise introduzida nesta seo classificando as idias de um eu de acordo com as variveis: com forma ou sem forma; finito ou infinito; j existente ou desenvolvendo-se no futuro; e, altervel atravs do esforo humano abrange todas as teorias do eu propostas nos clssicos Upanisads, bem como todas as teorias de um eu, ou alma, propostas em tempos mais recentes. A incluso nesta lista de um eu infinito nega a crena que os ensinamentos do Buda sobre no-eu negam nada mais do que a noo de um eu separado ou limitado. Este discurso indica que at mesmo uma noo de um eu ilimitado, infinito, abrangente est baseada numa obsesso mental que deve ser abandonada.

A seo seguinte sobre as No Descries do Eu, mostra que possvel que a mente funcione sem colocar um eu na experincia. As sees restantes focam nos modos em que isso pode ser feito tratando a noo do eu na medida em que esta se relaciona aos diferentes aspectos da mentalidade-materialidade. A primeira dessas sees Consideraes do Eu foca na noo do eu relacionada com as sensaes, um dos fatores da mentalidade no composto mentalidade-materialidade. A seguinte seo - As Sete Estaes da Conscincia foca na forma, no sem forma e na percepo, que um outro elemento da mentalidade, que cria o espao para que a conscincia pouse e se expanda no nvel macro no ciclo de morte e renascimento. A ltima seo - As Oito libertaes focam na forma, no sem forma e na percepo no nvel micro, na prtica das absores meditativas (jhana).

Em cada um desses casos, uma vez que a noo de apego e identificao com a mentalidade-materialidade possa ser rompida, a dependncia mtua entre a conscincia e a mentalidade-materialidade tambm rompida. Isto resulta na completa libertao dos limites de dentro desse alcance que h um caminho para a designao, para a linguagem, para a conceituao ... dentro desse alcance que h uma esfera para a sabedoria ... dentro desse alcance que o ciclo gira para descrever este estado de ser/existir, isto , quando h a mentalidade-materialidade junto com a conscincia. Essa a libertao para a qual apontam os ensinamentos do Buda.

 

 

Revisado: 26 Maro 2011

Copyright © 2000 - 2021, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flavio Maia: designer.