Introduo ao Anguttara Nikaya

Por

Bhikkhu Bodhi

Somente para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribudo para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuio ou uso.
De outra forma todos os direitos esto reservados.

 


 

Visto que os trs Nikayas anteriores tinham os seus prprios fins especiais, [1] o que restava para ser includo no Anguttara Nikaya eram suttas curtos, cuja principal preocupao prtica. O AN trata a prtica sob uma perspectiva ampla variando das observncias ticas bsicas, atravs dos pilares do treinamento mental, para as mais elevadas realizaes meditativas. O AN tambm se distingue entre os quatro Nikayas pelo seu interesse nos tipos de pessoas, as quais classifica em detalhe e, muitas vezes ilustra com smiles impressionantes. Muitos discursos lidam com a aplicao da prtica do Dhamma para a vida no mundo, oferecendo orientao para as relaes familiares, de amizade, modo de vida correto, o uso da riqueza, harmonia comunitria e os deveres do governante para com os seus sditos. Por todas estas razes, o AN, mais do que os outros Nikayas, serviu durante sculos como o canal pelo qual os ensinamentos do Buda foram trnasmitidos para as populaes nos pases Budistas Theravada do sul da sia.

O AN o quarto dos quatro Nikayas principais que compem o Sutta Pitaka do Cnone em Pali, a coleo de textos que os Budistas Theravada consideram como Buddhavacana ou "palavra do Buda." O AN organizado de acordo com uma tcnica pedaggica muitas vezes empregada pelo Buda, ou seja, o uso de um esquema numrico como a base para um discurso. Em um perodo da histria da ndia, quando possvel que a escrita no fosse conhecida, ou de qualquer modo, no fosse empregada para registrar os ensinamentos espirituais, a memorizao e a preservao dos ensinamentos requeriam que estes pudessem ser facilmente memorizados. A utilizao de nmeros serviu bem a esse propsito. Qualquer pessoa que regularmente d palestras sabe o quo til a elaborao de um esboo que organize o tema da palestra em uma lista numrica. Precisamente esse o princpio que est por trs dos suttas, ou discursos, do Anguttara Nikaya.

A palavra Anguttara um composto que pode ser traduzido como "aumentando-por-um fator." O nome Anguttara dado a esta coleco, porque a sua organizao segue um esquema em que o nmero de itens nos suttas em cada parte aumenta incrementalmente em relao aos da parte anterior. A coleo contm onze nipatas ou "livros" denominados simplesmente com base no seu nmero: o Ekakanipata, o Livro do Um, o Dukanipata, o Livro dos Dois, e assim por diante at o Ekadasakanipata, o Livro dos Onze.

O verso resumo (uddana) ao final do ltimo volume afirma que o AN contm 9,557 suttas. difcil chegar a um nmero exato porque incerto se determinados suttas devem ser contados separadamente ou como conjuntos compostos. O nmero maior provavelmente resulta da contagem separada de todos os suttas gerados pela "Srie de repeties da paixo e assim por diante" encontrada no final de cada nipata, aps o primeiro. De acordo com o meu esquema de numerao, o AN contm um total de 8,122 suttas, dos quais 4.250 pertencem "Srie de repeties da paixo e assim por diante". Isso significa que existem apenas 3.872 suttas independentes dessa srie. Muitos deles, no entanto, ocorrem em outras seqncias de repetio, por isso, mesmo este nmero enganoso se for tomado como indicao que o contedo dos suttas autnomo. Por exemplo, o nmero total de suttas nos Cincos, nos Setes, e nos Onzes grandemente inflado pela incluso em cada nipata de uma srie inteira de suttas derivados de permutaes. Se estes fossem agrupados, o nmero de suttas independentes seria reduzido em muito.

Enquanto os quatro principais Nikayas do Sutta Pitaka so altamente diversificados, um exame mais detalhado do seu contedo sugere que cada um tem um propsito dominante na transmisso de um aspecto especfico da mensagem de Buda. Esta preocupao, devo salientar, no est evidente em cada sutta na respectiva coleo, mas apenas diz respeito coleo quando vista como um todo. O Digha Nikaya largamente governado pelo objetivo de propagar o Budismo no seu meio cultural. Seus suttas tentam estabelecer a supremacia do Buda e do seu Dhamma sobre os seus concorrentes no cenrio religioso e social indiano. Assim, o primeiro sutta do DN analisa as vises filosficas que o Buda categoricamente rejeitava, o segundo repudia os ensinamentos de seis professores contemporneos, enquanto muitos dos textos seguintes colocam o Buda em debate contra os brmanes e os membros de outras seitas; outros suttas servem o propsito de glorificar o Buda e demonstrar a sua superioridade sobre os deuses, os espritos da natureza e os ascetas e contemplativos que perambulavam ao longo da plancie do Gnges. O Majjhima Nikaya, por outro lado, dirige o seu holofote para dentro, sobre a comunidade Budista. Muitos dos suttas tratam dos fundamentos da doutrina, da meditao e outros aspectos da prtica Budista. Isso o torna particularmente adequado para a instruo dos monges que precisam ser integrados na comunidade.

O Samyutta Nikaya e o Anguttara Nikaya consistem principalmente de suttas curtos e, portanto, no tm os cenrios e confrontos dramticos que fazem as duas colees mais longas to fascinantes. O Samyutta regido por um princpio temtico e contm muitos suttas curtos revelando os insights radicais do Buda e a topografia do caminho. Esta coleo teria atendido as necessidades dos dois tipos de especialistas na ordem monstica. Um eram os monges e monjas que eram capazes de compreender as implicaes mais profundas da sabedoria Budista e foram, portanto, encarregados de esclarec-las aos outros. O outro eram aqueles que j haviam cumprido as etapas preliminares do treinamento meditativo e tinham a inteno de desenvolver o insight e concretizar o objetivo.

Com a passagem do Samyutta para o Anguttara Nikaya, ocorre uma mudana de nfase da compreenso para a edificao pessoal. Como os suttas mais curtos que explicam a "teoria" filosfica e os principais mtodos de treinamento acabaram sendo destinados ao Majjhima e ao Samyutta, o que restou para ser incorporado no Anguttara foram suttas curtos, cuja principal preocupao prtica. Em certa medida, na sua orientao prtica, o Anguttara se sobrepe parcialmente ao ltimo livro do Samyutta, que contm captulos dedicados aos sete grupos que compem os 37 "apoios para a iluminao", (bodhipakkhiya dhamma). Para evitar duplicaes desnecessrias, os redatores do cnone no incluiram esses suttas novamente no Anguttara sob suas posies numricas. Os tpicos aparecem na srie de repetio no final de cada nipata, mas aqui o seu papel estereotipado e secundrio. O Anguttara se concentra em vez disso, nos aspectos da formao prtica que no esto compreendidos nos conjuntos padro, ajudando-nos a compreender o treinamento Budista sob novos ngulos. Talvez possamos dizer que se a ltima parte do Samyutta nos d uma anatomia do caminho Budista, o Anguttara toma um vis fisiolgico do caminho, vendo-o atravs do seu desdobramento dinmico e no por meio dos seus constituintes.

Seria irrealista, no entanto, insistir em que um nico critrio governou a compilao do Anguttara Nikaya, que inclui material do Vinaya, listas de eminentes discpulos, idias cosmolgicas e registos peculiares de termos que desafiam categorizaes fceis. O que se pode dizer com convico que uma pesquisa ampla do seu contedo ir mostrar uma preponderncia de textos relacionados com a prtica Budista. Seus temas variam desde as observncias ticas bsicas recomendadas para o leigo ocupado, atravs dos pilares do treinamento da mente, para o mais elevado estado de meditao, o Samadhi, ou a concentrao do arahant.

A Srie de Repeties

Cada um dos nipatas dos Dois aos Onzes conclui com uma "Srie de repeties da paixo e assim por diante", (ragadipeyyala). Essa repetio criada atravs da permutao entre trs seqncias de termos. Uma uma lista de dezessete contaminaes: paixo, dio, deluso, raiva, hostilidade, difamao, insolncia, inveja, avareza, falsidade, astcia, obstinao, rivalidade, presuno, arrogncia, embriaguez e negligncia. A segunda uma srie de dez termos que mostram as tarefas que devem ser cumpridas em relao a essas dezessete contaminaes: conhecimento direto, compreenso completa, completa destruio, abandono, destruio, enfraquecimento, desaparecimento, cessao, abandono e renncia. Os dois primeiros so operaes cognitivas complementares; os outros oito so sinnimos para a erradicao do mundo atravs da sabedoria transcendente. Tomados em conjunto, obtemos um total inicial de 170 operaes.

A terceira seqncia de termos consiste de um conjunto de prticas que caem sob a rubrica numrica do nipata. Estas podem ser to poucas como uma ou tantas quanto cinco. Cada conjunto de prticas aplicado a cada uma das 170 operaes, gerando um sutta para cada possibilidade. Os Dois e Trs, possuem cada um apenas um conjunto de prticas: o par de tranquilidade e insight nos Dois e os trs tipos de concentrao nos Trs. Assim, em cada um desses dois nipatas apenas 170 suttas so gerados. Mas os Quatros tm trs conjuntos de prtica: os quatro estabelecimentos de ateno plena, os quatro esforos corretos, e as quatro bases do poder espiritual. Portanto, este nipata gera 510 suttas. Os Cincos tm cinco conjuntos de prticas, o que gera o nmero mximo de suttas na repetio: 850. Vrios nipatas tm trs conjuntos, gerando 510 suttas cada. Em virtude da srie de repeties, o nmero de suttas do AN mais do que duplica para alm do nmero constitudo pelos suttas independentes.

 


 

Notas:

[1] Veja a explicao sobre o [Digha Nikaya, Majjhima Nikaya e Samyutta Nikaya. [Retorna]

Fonte: Introduo ao Anguttara Nikaya, Wisdom, 2012.

 

 

Revisado:

Copyright © 2000 - 2021, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flavio Maia: designer.