Samyutta Nikaya XXXV.56-59

Asavapahana Sutta

Abandonando as Impurezas

Somente para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribudo para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuio ou uso.
De outra forma todos os direitos esto reservados.

 


Em Savatthi. Ento um certo bhikkhu foi at o Abenoado e depois de cumpriment-lo sentou a um lado e disse:

"Venervel senhor, como algum deve compreender, como algum deve ver, para que as impurezas sejam abandonadas? ... para que as impurezas sejam desenraizadas? ... para que as tendncias subjacentes sejam abandonadas? ... para que as tendncias subjacentes sejam desenraizadas?"

"Bhikkhu, quando algum compreende e v o olho como impermanente ... como no-eu, as impurezas so abandonadas ... as impurezas so desenraizadas ... as tendncias subjacentes so abandonadas ... as tendncias subjacentes so desenraizadas.

"Bhikkhu, quando algum compreende as formas como impermanentes ... como no-eu, as impurezas so abandonadas ... as impurezas so desenraizadas ... as tendncias subjacentes so abandonadas ... as tendncias subjacentes so desenraizadas.

"Bhikkhu, quando algum compreende e v como impermanente ... como no-eu qualquer sensao que surja tendo o contato no olho ... na mente como condio - quer seja prazerosa, dolorosa ou nem prazerosa nem dolorosa - as impurezas so abandonadas ... as impurezas so desenraizadas ... as tendncias subjacentes so abandonadas ... as tendncias subjacentes so desenraizadas.

"Bhikkhu, quando algum compreende e v assim as impurezas so abandonadas ... as impurezas so desenraizadas ... as tendncias subjacentes so abandonadas ... as tendncias subjacentes so desenraizadas."

 


>> Prximo Sutta

 

 

Revisado: 20 Dezembro 2014

Copyright © 2000 - 2021, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flavio Maia: designer.