Anguttara Nikaya V.162

Aghatapativinaya (dutiya) Sutta

Removendo a Raiva

Somente para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribudo para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuio ou uso.
De outra forma todos os direitos esto reservados.

 


Ento o venervel Sariputta se dirigiu aos monges desta forma: "Amigos." "Amigo," eles responderam. O venervel Sariputta disse o seguinte:

"Amigos, h essas cinco meios para remover a raiva atravs dos quais um bhikkhu deve remover por completo a raiva quando esta surgir em relao a qualquer pessoa. Quais cinco? (1) Aqui, o comportamento corporal da pessoa impuro, mas o seu comportamento verbal puro; ele deve remover a raiva com relao a essa pessoa. (2) O comportamento verbal da pessoa impuro, mas o comportamento corporal puro; ele tambm deve remover a raiva com relao a essa pessoa. (3) O comportamento verbal e o comportamento corporal da pessoa so impuros, mas ela obtm de tempos em tempos uma abertura na mente, a clareza mental; [1] ele tambm deve remover a raiva com relao a essa pessoa. (4) O comportamento verbal e o comportamento corporal da pessoa so impuros, e ela no obtm de tempos em tempos uma abertura na mente, a clareza mental; ele tambm deve remover a raiva com relao a essa pessoa. (5) O comportamento verbal e o comportamento corporal da pessoa so puros, e ela obtm de tempos em tempos uma abertura na mente, a clareza mental; ele tambm deve remover a raiva com relao a essa pessoa.

(1) "Como, amigos, deve a raiva ser removida em relao pessoa cujo comportamento corporal impuro, mas cujo comportamento verbal puro? Suponham um bhikkhu que se veste com trapos veja um trapo na beira do caminho. Ele o pressiona com o p esquerdo, estende com o direito, remove o pedao intacto, e o leva consigo; do mesmo modo, quando o comportamento corporal da pessoa impuro, mas o seu comportamento verbal puro, nessa situao no se deve dar ateno impureza do seu comportamento corporal mas ao invs disso deve-se dar ateno pureza do seu comportamento verbal. Desse modo a raiva em relao a essa pessoa deve ser removida.

(2) "Como, amigos, deve a raiva ser removida em relao pessoa cujo comportamento verbal impuro, mas cujo comportamento corporal puro? Suponham uma lagoa coberta com algas e plantas aquticas. Um homem chega, aflito e oprimido pelo calor, cansado, sedento e desidratado. Ele mergulha na lagoa, remove as algas e plantas com as mos, bebe das prprias mos, e depois parte; do mesmo modo, quando o comportamento verbal da pessoa impuro, mas o seu comportamento corporal puro, nessa situao no se deve dar ateno impureza do seu comportamento verbal mas ao invs disso deve-se dar ateno pureza do seu comportamento corporal. Desse modo a raiva em relao a essa pessoa deve ser removida.

(3) "Como, amigos, deve a raiva ser removida em relao pessoa cujo comportamento verbal e o comportamento corporal so impuros, mas ela obtm de tempos em tempos uma abertura na mente, a clareza mental? Suponham uma poa com um pouco de gua. Ento uma pessoa chega, aflita e oprimida pelo calor, cansada, sedenta e desidratada. Ela pensa: 'Esse pouco de gua est nessa poa. Se eu tentar tom-la com as mos irei agit-la e torn-la imprpria para beber. Vou ficar de quatro e beb-la tal como uma vaca, e depois partir.' Ele fica de quatro, bebe a gua como uma vaca e parte; do mesmo modo, quando o comportamento verbal e o comportamento corporal so impuros, mas ela obtm de tempos em tempos uma abertura na mente, clareza mental, nessa situao no se deve dar ateno impureza do seu comportamento verbal e corporal mas ao invs disso deve-se dar ateno abertura na mente, a clareza mental. Desse modo a raiva em relao a essa pessoa deve ser removida.

(4) "Como, amigos, deve a raiva ser removida em relao pessoa cujo comportamento verbal e o comportamento corporal so impuros, e ela no obtm de tempos em tempos uma abertura na mente, a clareza mental? Suponham que uma pessoa doente, aflita, gravemente enferma esteja caminhando ao longo de uma estrada, e o ltimo vilarejo bem como o seguinte estejam ambos muito distantes. Ela no obtm comida e medicamentos adequados, ou um acompanhante qualificado; ela no tem a possibilidade de se encontrar com o lder do vilarejo. Outro homem viajando pela mesma estrada poderia v-la e despertar a compaixo, empatia e carinhoso interesse, pensando: 'Ah, que essa pessoa obtenha comida e medicamentos adequados, e um acompanhante qualificado! Que ela possa se encontrar com o lder do vilarejo! Por qual razo? De modo que essa pessoa no sofra aqui a calamidade e o desastre.' Do mesmo modo, quando o comportamento verbal e o comportamento corporal so impuros, e ela no obtm de tempos em tempos uma abertura na mente, a clareza mental, nessa situao deve-se despertar a compaixo, empatia e carinhoso interesse, pensando: 'Ah, que esse venervel abandone a conduta corporal imprpria e desenvolva a conduta corporal apropriada; que esse venervel abandone a conduta verbal imprpria e desenvolva a conduta verbal apropriada; que esse venervel abandone a conduta mental imprpria e desenvolva a conduta mental apropriada! Por qual razo? De modo que com a dissoluo do corpo aps a morte ele no renasa num estado de privao, num destino infeliz, nos reinos inferiores, no inferno.' Desse modo a raiva em relao a essa pessoa deve ser removida.

(5) "Como, amigos, deve a raiva ser removida em relao pessoa cujo comportamento verbal e o comportamento corporal so puros, e ela obtm de tempos em tempos uma abertura na mente, a clareza mental? Suponham uma lagoa com a gua lmpida, cristalina, doce, e fresca, um lugar delicioso sombreado com vrias rvores. Um homem chega, aflito e oprimido pelo calor, cansado, sedento e desidratado. Ele mergulha na lagoa, se banha e bebe, e depois saindo da lagoa ele senta sombra das rvores; do mesmo modo, quando o comportamento verbal e o comportamento corporal so puros, e ela obtm de tempos em tempos uma abertura na mente, a clareza mental, nessa situao deve-se dar ateno pureza do seu comportamento verbal e corporal, e abertura na mente, a clareza mental. Desse modo a raiva em relao a essa pessoa deve ser removida. Amigos, atravs de uma pessoa que inspira confiana de todos os modos, a mente ganha confiana.

"Esses, amigos, so os cinco meios para remover a raiva atravs dos quais um bhikkhu deve remover por completo a raiva quando esta surgir em relao a qualquer pessoa."

 


Notas:

[1] De acordo com os comentrios a abertura mental significa uma oportunidade para a tranquilidade e o insight, a clareza significa a obteno da f. [Retorna]

>> Prximo Sutta

 

 

Revisado: 6 Abril 2013

Copyright © 2000 - 2021, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flavio Maia: designer.