Anguttara Nikaya IV.117

Arakkha Sutta

Proteo

Somente para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribudo para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuio ou uso.
De outra forma todos os direitos esto reservados.

 


Bhikkhus, algum empenhado pelo seu prprio bem-estar deveria praticar a diligncia, a ateno plena, e proteger a mente em quatro situaes. Quais quatro?

(1) "'Que a minha mente no fique excitada por coisas que provocam a cobia!' Algum empenhado pelo seu prprio bem-estar deveria praticar a diligncia, a ateno plena, e proteger a mente assim.

(2) "'Que a minha mente no seja tomada pela raiva por coisas que provocam a raiva!' Algum empenhado pelo seu prprio bem-estar deveria praticar a diligncia, a ateno plena, e proteger a mente assim.

(3) "'Que a minha mente no seja deludida por coisas que causam deluso!' Algum empenhado pelo seu prprio bem-estar deveria praticar a diligncia, a ateno plena, e proteger a mente assim.

(4) "'Que a minha mente no fique embriagada por coisas que provocam a embriaguez!' Algum empenhado pelo seu prprio bem-estar deveria praticar a diligncia, a ateno plena, e proteger a mente assim.

"Bhikkhus, quando a mente de um bhikkhu no excitada por coisas que provocam a cobia porque ele se livrou da cobia; quando a sua mente no est tomada pela raiva por coisas que provocam a raiva porque ele se livrou da raiva; quando a sua mente no est deludida por coisas que causam a deluso porque ele se livrou da deluso; quando a sua mente no fica embriagada por coisas que provocam a embriaguez porque ele se livrou da embriaguez, ento, ele no se acovarda, no se agita, no treme ou fica atemorizado, nem influenciado pelas palavras de outros contemplativos."

 


 

>> Prximo Sutta

 

 

Revisado: 2 Maro 2013

Copyright © 2000 - 2021, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flavio Maia: designer.