Sutta Nipata V.6

Upasiva-manava-puccha

As Perguntas de Upasiva

Somente para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribudo para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuio ou uso.
De outra forma todos os direitos esto reservados.

 


Upasiva:

Sozinho, Sakya, e sem apoio, eu no sou capaz de cruzar a grande torrente. Diga-me, voc que tudo v, com qual apoio serei capaz de cruzar essa torrente. [1]

O Buda:

Cruze a torrente, com ateno plena na percepo do nada, [2] apoiando-se em no h nada. Abandone os prazeres sensuais, abstenha-se das conversas, busque a destruio do desejo, noite e dia.

Upasiva:

Algum livre do apego por todos prazeres sensuais, apoiando-se no nada, tendo deixado para trs todos os demais estados, concentrado na libertao mais elevada da percepo, ele ali permanece sem sujeitar-se ao samsara? [3]

O Buda:

Algum livre do apego por todos prazeres sensuais, apoiando-se no nada, tendo deixado para trs todos os demais estados, concentrado na libertao mais elevada da percepo, ele ali permanece sem sujeitar-se ao samsara.

Upasiva:

Se ele assim permanece nesse estado por muito tempo sem sujeitar-se ao samsara, tornando-se esfriado e libertado, a conscincia dele desaparece? [4]

O Buda:

Uma chama atingida pela fora do vento tem um fim e no pode mais ser classificada como tal, da mesma forma um sbio livre do corpo mental, tem um fim que no pode ser classificado. [5]

Upasiva:

Aquele que chegou ao fim: ele aniquilado, ou permanece eternamente intacto? Por favor, sbio, explique isso para mim pois esse fenmeno do seu conhecimento.

O Buda:

No h nada atravs do qual se possa medir aquele que chegou ao fim. Aquilo atravs do qual algum poderia defini-lo - no se aplica no caso dele. Quando todos os fenmenos so eliminados,[6] todos os meios de definio tambm so eliminados.

 


 

Notas:

[1] Upasiva pergunta qual objeto de meditao deve ser empregado para eliminar o sofrimento. [Retorna]

[2] A esfera do nada um dos quatro nveis de absoro mental imateriais. A pessoa atinge este nvel aps superar a esfera da conscincia infinita, atravs da percepo, "No h nada." O MN 26 nos conta que Alara Kalama, o primeiro professor do Buda quando este ainda era um Bodisatva, havia alcanado este nvel de absoro mental e pensava que esse era o nvel mximo que poderia ser alcanado. O Bodisatva o deixou aps dar-se conta de que essa no era a verdadeira libertao do sofrimento. No entanto, a esfera do nada pode ser usada como uma fase para o insight que ir conduzir libertao [Retorna]

[3] Upasiva quer saber se essa concentrao pode ser mantida por muito tempo. [Retorna]

[4] Esfriado aponta para a morte ou seja a libertao ocorrendo aps a morte. Esse parece ser o entendimento de Upasiva que a libertao s poderia ocorrer aps a morte. [Retorna]

[5] Para explorar mais a fundo esta afirmativa veja o MN 72 - Aggivacchagotta Sutta - Para Vacchagotta, sobre o Fogo [Retorna]

[6] Embora Upasiva descreva o objetivo como um fenmeno (dhamma), o Buda o descreve como a eliminao ou transcendncia de todos os fenmenos. No h nada atravs do qual se possa medir tambm pode ser interpretado como meios de compreender. Meios de definio tambm pode ser interpretado como meios de linguagem. Veja tambm o AN III.134. [Retorna]

>> Prximo Sutta

 

 

Revisado: 31 Outubro 2008

Copyright © 2000 - 2021, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flavio Maia: designer.