Anguttara Nikaya X.72

Kantaka Sutta

Espinho

Somente para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribudo para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuio ou uso.
De outra forma todos os direitos esto reservados.

 


Em certa ocasio o Abenoado estava em Vesali no salo com um pico na cumeeira na Grande Floresta, junto com um nmero de conhecidos bhikkhus seniores: o venervel Cala, o venervel Upacala, o venervel Kakkata, o venervel Katimbha, o venervel Kata, o venervel Katissanga, e outros bem conhecidos discpulos seniores.

Agora naquela ocasio um nmero de conhecidos Licchavis haviam entrado na Grande Floresta para ver o Abenoado, e ao seguirem um ao outro nas suas elegantes carruagens eles faziam muito rudo e algazarra. Ento aqueles venerveis pensaram: "Um nmero de conhecidos Licchavis entraram na Grande Floresta para ver o Abenoado, e ao seguirem um ao outro nas suas elegantes carruagens eles esto fazendo muito rudo e algazarra. Agora o Abenoado disse que o rudo um espinho para os jhanas. Vamos para o bosque das rvores sal de Gosinga. L poderemos ficar tranquilos, sem rudo e sem qualquer multido." Ento aqueles venerveis foram para o bosque das rvores sal de Gosinga e l permaneceram tranquilos, sem rudo e sem qualquer multido.

Ento o Abenoado se dirigiu aos bhikkhus: Bhikkhus, onde est Cala? Onde est Upacala? Onde est Kakkata? Onde est Katimbha? Onde est Kata? Onde est Katissanga? Para onde foram esses discpulos seniores?"

"Venervel senhor, esses venerveis pensaram: 'Um nmero de conhecidos Licchavis entraram na Grande Floresta para ver o Abenoado, e ao seguirem um ao outro nas suas elegantes carruagens eles esto fazendo muito rudo e algazarra. Agora o Abenoado disse que o rudo um espinho para os jhanas. Vamos para o bosque das rvores sal de Gosinga. L poderemos ficar tranquilos, sem rudo e sem qualquer multido.' Assim eles foram para o bosque das rvores sal de Gosinga onde permanecem tranquilos, sem rudo e sem qualquer multido."

"Muito bem, bhikkhus! Esses discpulos falaram corretamente quando disseram ter eu dito ser o rudo um espinho para os jhanas. Bhikkhus, h esses dez espinhos. Quais dez? (1) Deleite com as companhias um espinho para quem se delicia com o isolamento, (2) a busca de um objeto atraente um espinho para quem intenciona pela meditao no sinal do repulsivo, (3) um espetculo um espinho para quem guarda as portas dos meios dos sentidos, (4) manter companhia com mulheres um espinho para a vida celibatria, (5) rudo um espinho para o primeiro jhana. [1] (6) pensamento aplicado e pensamento sustentado so um espinho para o segundo jhana, (7) xtase um espinho para o terceiro jhana, (8) inspirao e expirao um espinho para o quarto jhana, (9) percepo e sensao so um espinho para a cessao da percepo e sensao, (10) cobia um espinho, raiva um espinho, deluso um espinho. Permaneam sem espinhos, bhikkhus! Permaneam sem espinhos, bhikkhus! Os arahants no tm espinhos. Os arahants esto desprovidos de espinhos e no tm espinhos."

 


 

Notas:

[1] A concluso deste enunciado que no primeiro jhana os sons no so ouvidos.

>> Prximo Sutta

 

 

Revisado: 28 Dezembro 2013

Copyright © 2000 - 2021, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flavio Maia: designer.