20. Maggavagga

O Caminho

 


 

 

De todos caminhos, o caminho ctuplo o melhor,
de todas verdades, as quatro nobres verdades o melhor,
de todos estados, o desapego o melhor,
de toda humanidade, aquele que v o melhor.
                                                        Dhp 273

[Nota 1]

Esse o nico caminho, no h um outro
para a purificao da viso.
Siga esse caminho
assim desorientando Mara.
                                                        Dhp 274

[Nota 2]

Seguindo esse caminho
ser o fim de dukkha.
Tendo compreendido como remover a flecha
lhes ensinei o caminho.
                                                        Dhp 275

[Nota 3]

Os Tathagatas apenas ensinam o caminho,
vocs devem fazer o esforo.
Seguindo o caminho, meditadores com os jhanas,
se libertaro dos grilhes de Mara.
                                                        Dhp 276

[Nota 4]

'Todas as formaes so impermanentes' -
Quando algum v isso com discernimento
e se desencanta do sofrimento,
esse o caminho para a purificao.
                                                        Dhp 277

'Todas as formaes so insatisfatrias' -
Quando algum v isso com discernimento
e se desencanta do sofrimento,
esse o caminho para a purificao.
                                                        Dhp 278

'Todos os dhammas so no-eu' -
Quando algum v isso com discernimento
e se desencanta do sofrimento,
esse o caminho para a purificao.
                                                        Dhp 279

[Nota 5]

Ocioso sem se esforar quando deve,
embora jovem e vigoroso,
tomado pela preguia e pensamentos inteis,
no encontrar o caminho para a sabedoria.
                                                        Dhp 280

Vigiando a linguagem, com a mente bem controlada,
sem praticar aes inbeis com o corpo.
Assim algum deve purificar esses trs meios para realizar kamma
e conquistar o caminho declarado pelo Grande Sbio.
                                                        Dhp 281

Do empenho nasce a sabedoria,
sem empenho a sabedoria mngua:
conhecendo esses dois caminhos,
do progresso e do declnio,
que ele exorte a si mesmo
para que a sabedoria se incremente.
                                                        Dhp 282

Cortem a floresta mas no a rvore
visto que da floresta que nasce o medo.
Tendo cortado a floresta
permaneam livres da floresta.
                                                        Dhp 283

[Nota 6]

Enquanto a mais sutil das paixes
no for eliminada
a mente estar agrilhoada
tal como um bezerro sua me.
                                                        Dhp 284

Elimine a afeio
tal como uma mo que colhe uma flor de ltus no outono.
Cultive este caminho para a paz, nibbana,
tal como ensinado pelo Abenoado.
                                                        Dhp 285

'Aqui permanecerei durante as chuvas
aqui no inverno, aqui no vero.'
Assim pensa o tolo,
sem se dar conta do perigo (da morte).
                                                        Dhp 286

Com a mente tomada pelo apego
deleitando-se com os filhos e os rebanhos,
a morte o encontra e arrasta
tal como uma grande inundao arrasta um vilarejo sonolento.
                                                        Dhp 287

Quem tomado pela morte
no tem a proteo de compatriotas.
No tem ningum para salv-lo -
quer sejam filhos, pai, ou parentes.
                                                        Dhp 288

Tendo compreendido essa realidade
que o virtuoso e sbio
se apresse em abrir o caminho
que conduz a nibbana.
                                                        Dhp 289

 


 

ndice                                                                                             21. Pakinnakavagga

 


 

Notas:

[Nota 1 - Verso 273] Caminho ctuplo e Quatro Nobres Verdades, veja magga no glossrio. Desapego, viraga em pali, o completo distanciamento da mente do apego a todos os fenmenos, com a mente desprovida de cobia e averso. Atravs do desapego realizado o caminho supramundano. Aquele que v - o ser iluminado que v a realidade dos fenmenos tal como ela na verdade . [Retorna]

[Nota 2 - Verso 274] Visuddiiya dassanassa: Purificao da viso ou purificao do insight. [Retorna]

[Nota 3 - Verso 275] Veja dukkha. Quanto ao significado de flecha veja o Salla Sutta. [Retorna]

[Nota 4 - Verso 276] Veja o significado de Tathagata no glossario. Leia sobre os jhanas. [Retorna]

[Nota 5 - Verso 279] Veja dhamma no glossrio. [Retorna]

[Nota 6 - Verso 283] Cortem a floresta das contaminaes pois das contaminaes nasce o medo. Tendo eliminado as contaminaes nibbana realizado. No cortar a rvore significa no mortificar o corpo. [Retorna]


ndice                                                                                              21. Pakinnakavagga

 

 

Revisado: 21 Fevereiro 2015

Copyright © 2000 - 2021, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flavio Maia: designer.