As Duas Faces do Dhamma

Por

Bhikkhu Bodhi

Somente para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuio gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribudo para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuio ou uso.
De outra forma todos os direitos esto reservados.

 


 

primeira vista o Budismo nos confronta com um paradoxo. Intelectualmente ele aparenta ser o paraso para o liberal: sbrio, realista, isento de dogmas, quase cientfico na sua aparncia e mtodo. Mas se entramos em contato com o Dhamma por dentro, logo descobrimos que ele possui um outro lado que parece ser a anttese de todas as nossas pressuposies racionais. Ainda assim no encontraremos credos rgidos ou especulaes aleatrias porm, iremos nos deparar com ideais religiosos de renncia, contemplao e devoo; um conjunto de doutrinas que lidam com temas que transcendem a percepo sensorial e o pensamento e - talvez o mais desconcertante - um programa de treinamento em que a f figura como a virtude cardinal e a dvida como um obstculo, barreira e grilho.

Quando tentamos estabelecer o nosso prprio relacionamento com o Dhamma, nos encontramos no final sob o desafio de estabelecer uma lgica para essas duas faces aparentemente irreconciliveis: a face emprica que se volta para o mundo e nos diz para investigar e verificar as coisas por ns mesmos, e a face religiosa que se volta para o Alm, aconselhando-nos a dissipar as nossas dvidas e colocar nossa confiana no Mestre e nos seus Ensinamentos.

Uma maneira de resolver esse dilema aceitar somente uma das faces do Dhamma como autntica e rejeitar a outra como ilegtima ou suprflua. Assim, com a tradicional piedade Budista podemos abraar a face religiosa da f e da devoo, mas distanciando-nos da viso crua do mundo e da tarefa de inquirio crtica; ou com as escusas do Budismo moderno, podemos enaltecer o aspecto emprico do Dhamma e a sua semelhana com a cincia porm tropeando envergonhados sobre o seu lado religioso. No entanto se refletimos acerca do que a genuna espiritualidade Budista verdadeiramente requer, esclarecemos que ambas as faces do Dhamma so igualmente autnticas e de que ambas devem ser tomadas em conta. Se falhamos em agir dessa forma, no somente nos arriscamos a adotar uma viso distorcida do ensinamento, mas tambm o nosso envolvimento com o Dhamma ser provavelmente prejudicado por parcialidade e conflito nas nossas atitudes.

O problema no entanto persiste, de como conciliar as duas faces do Dhamma sem se inclinar de maneira hesitante para a auto contradio. A chave, ns sugerimos, para alcanar essa reconciliao, e dessa forma assegurar a consistncia interna para o nosso entendimento e prtica, se encontra em considerar dois pontos fundamentais: primeiro, o objetivo do Dhamma, e segundo a estratgia empregada para atingir esse objetivo. O objetivo de alcanar a libertao do sofrimento. O Dhamma no tem como meta nos prover de informaes factuais acerca do mundo, e dessa forma, apesar da compatibilidade com a cincia, os seus objetivos e preocupaes so distintos desta ltima. Primordialmente e essencialmente, o Dhamma um caminho para a emancipao espiritual, para libertao do ciclo de repetio de nascimento, morte e sofrimento. Ele nos oferecido como o insubstituvel meio de libertao, o Dhamma no busca a mera aceitao intelectual, mas exige uma resposta que forosamente ser religiosa em sua totalidade. Ele nos remete verdadeira essncia do nosso ser, e ali desperta a f, devoo e comprometimento adequados no momento em que o objetivo final da nossa existncia est em jogo.

Mas para o Budismo a f e a devoo so somente estmulos que nos impelem a iniciar e perseverar ao longo do caminho, por si mesmas elas no asseguram a libertao. A causa principal do apego e do sofrimento, ensina o Buda, a ignorncia em relao verdadeira natureza da existncia, dessa forma na estratgia Budista de libertao o instrumento principal tem que ser a sabedoria, o conhecimento e a viso das coisas como elas realmente so. A investigao e a inquirio crtica, fria e descomprometida constituem o primeiro passo em direo sabedoria, permitindo que solucionemos as nossas dvidas e obtenhamos uma noo conceitual acerca das verdades das quais depende a nossa libertao. Porm a dvida e a inquirio no podem durar indefinidamente. Uma vez que tenhamos decidido que o Dhamma ser o nosso veculo para a libertao espiritual, devemos embarcar : devemos deixar de lado a nossa hesitao e iniciar o programa de treinamento que nos ir conduzir da f para a viso libertadora.

Para aqueles que buscam no Dhamma gratificao intelectual ou emocional, inevitavelmente ele ir mostrar duas faces, e o resultado ser um enigma. Mas se estamos preparados para abordar o Dhamma nas suas prprias condies, como o caminho para libertao do sofrimento, no haver duas faces. Ao invs disso veremos aquilo que estava ali desde o princpio: a face nica do Dhamma que, como qualquer outra face, apresenta dois lados que se complementam.

 

 

Revisado: 28 Outubro 2000

Copyright © 2000 - 2021, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flavio Maia: designer.