Vinaya Pitaka

O Cesto do Vinaya

Veja o Código de Disciplina Monástica dos Bhikkhus - Um Guia para Leigos.
Neste guia simplificado para leigos, o Bhikkhu Ariyesako explica as regras do Vinaya que guiam a vida dos monges ou bhikkhus e que afetam as pessoas leigas de alguma forma. Essa compilação, portanto, é para todos aqueles que se interessam pelos bhikkhus e como se relacionar com eles.  Livro grátis em todos formatos digitais (ePub, MOBI AZW3, PDF).

Veja esta série de artigos breves sobre temas do Vinaya que despertam o interesse das comunidades leigas escritos por Ajaan Brahmavamso. Estes artigos foram publicados na década dos anos 1990 quando a BSWA ainda estava no seu período de formação.



O Vinaya Pitaka, a primeira divisão do Tipitaka, é a estrutura de textos sobre a qual se edifica a comunidade monástica (Sangha). O Vinaya contém o código de regras através das quais os bhikkhus (monges) e bhikkhunis (monjas) devem guiar o seu comportamento individual ( o Patimokkha), bem como as regras e procedimentos que suportam o funcionamento harmonioso da comunidade como um todo.

No início, a Sangha vivia em harmonia sem regras de comportamento codificadas. Ao longo do tempo, no entanto, à medida que a Sangha cresceu em número e evoluiu para uma sociedade mais complexa, inevitavelmente surgiram ocasiões em que alguns membros da Sangha se comportaram de forma pouco habilidosa. Sempre que um desses casos era apresentado ao Buda, ele definia uma regra estabelecendo o tipo de punição adequada para aquela transgressão, como forma de dissuadir a sua ocorrência no futuro. A repreensão usual do Buda já era em si um poderoso corretivo:

Não é adequado, homem tolo, não é conveniente, não é apropriado, não é digno de um contemplativo, não é legal, não deve ser feito. Como pode você, homem tolo, tendo adotado a vida santa sob este Dhamma e Disciplina que são bem ensinados, (cometer tal e qual ofensa)?...Não é, homem tolo, para o benefício daqueles que não crêem, nem para o incremento do número daqueles que crêem, mas, homem tolo, é em detrimento de ambos aqueles que não crêem e os que crêem e isso gera a dúvida em alguns. (The Book of the Discipline, Part I, por I.B. Horner (London: Pali Text Society, 1982), pág. 36-7.)

Ao todo, existem 227 regras do Patimokkha para os bhikkhus e 311 para as bhikkhunis. Como as regras foram estabelecidas uma a uma, com base em cada caso, as punições obviamente variam bastante em severidade, da simples confissão (por ex., se um bhikkhu se comporta de forma desrespeitosa) até a expulsão permanente da Sangha (por ex., se um bhikkhu comete um homicídio).

A tradição monástica e as regras sobre as quais ela se apóia são algumas vezes criticadas, em particular no Ocidente, como sendo irrelevantes para a prática “moderna” do Budismo. O Vinaya é visto como um retrocesso a um patriarcalismo arcaico, baseado numa confusão de regras e costumes arbitrários que apenas obscurecem a “verdadeira” essência da prática Budista. Essa abordagem estreita ignora um fato crucial: é graças à linhagem continua de monásticos que consistentemente mantiveram e protegeram as regras do Patimokkha por quase 2.600 anos que temos o luxo hoje de receber os inestimáveis ensinamentos do Dhamma. Se não fosse pelo Vinaya e por aqueles que continuam a mantê-lo vivo até mesmo hoje, não haveria Budismo.

Ajuda recordar que, ao longo de todo o Cânone em Pali, o Buda nunca se refere ao caminho espiritual que ele ensinou como simplesmente “Vipassana” ou “Atenção Plena” ou alguma outra coisa similar. Ao invés disso, ele o denomina "Dhamma-vinaya" - a Doutrina (Dhamma) e Disciplinna (Vinaya) – sugerindo um corpo integrado de sabedoria e treinamento ético. Portanto o Vinaya é uma faceta indispensável e um fundamento de todos os ensinamentos do Buda, inseparável do Dhamma e digno de estudo por todos os discípulos – leigos e ordenados.

Os discípulos leigos encontrarão o Vinaya Pitaka repleto de lições práticas valiosas relativas à natureza humana, orientação sobre como estabelecer e manter em harmonia uma comunidade ou organização, bem como ensinamentos profundos sobre o próprio Dhamma. Mas o seu maior valor, talvez se encontre no poder de inspirar uma pessoa leiga a considerar as extraordinárias possibilidades oferecidas por uma vida de verdadeira renúncia, vivida em harmonia com o Dhamma.



As quatro divisões do Vinaya Pitaka

I. Suttavibhanga

Esta seção inclui o conjunto completo de regras para a Sangha, junto com a “história da origem” de cada uma delas. As regras estão resumidas no Patimokkha, e são 227 regras para os bhikkhus, 311 para as bhikkhunis. As regras do Patimokkha estão agrupadas da seguinte forma:

  • Parajika: regras que envolvem a expulsão da Sangha (Derrota) (4 para os bhikkhus, 8 para as bhikkhunis)
  • Sanghadisesa: regras que envolvem uma primeira e subseqüente reunião da Sangha (13, 17)
  • Aniyata regras (indefinidas) (2, 0)
  • Nissaggiya pacittiya: regras que envolvem um confisco e confissão (30, 30)
  • Pacittiya: regras que envolvem confissão (92, 166)
  • Patidesaniya: regras que envolvem reconhecimento (4, 8)
  • Sekhiya: regras de treinamento (75, 75)
  • Adhikarana samatha: regras para a solução de disputas (7, 7)

II. Khandhaka (Mahavagga)

Esta seção inclui textos no mesmo formato dos suttas, incluindo o relato do Buda sobre o período imediato ao seu Despertar, os seus primeiros sermões para o grupo de cinco ascetas, e histórias sobre como alguns dos grandes discípulos do Buda se uniram à Sangha e como alcançaram o Despertar. Também estão incluídas aqui as regras para ordenação, para a recitação do Patimokkha nos dias de uposatha, e vários procedimentos que os monges devem seguir durante as reuniões formais da comunidade.

Textos do Mahavagga:

Nota: Os textos a seguir obedecem à convenção de numeração empregada por I.B. Horner nas traduções para o Inglês da PTS.

III. Khandhaka (Cullavagga)

Esta seção inclui o detalhamento da etiqueta e tarefas dos bhikkhus, bem como as regras e procedimentos sobre como tratar as ofensas que possam ser cometidas dentro da Sangha. Também traz a história do estabelecimento da Sangha das bhikkhunis mais um relato detalhado do Primeiro e Segundo Concílio Budistas.

Parivara

Uma recapitulação das seções anteriores, com resumos das regras classificadas e reclassificadas de várias formas com propósito educacional.


Revisado: 28 Maio 2016

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.