Udana VI.10

Uppajjanti Sutta

Surgimento

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


Assim ouvi. Em certa ocasião o Abençoado estava em Savatthi no Bosque de Jeta, no Parque de Anathapindika.

Então o venerável Ananda foi até o Abençoado e, após cumprimentá-lo, sentou a um lado e disse: "Senhor, é quando não surgem no mundo Tathagatas - arahants, perfeitamente iluminados - que errantes de outras seitas são honrados, respeitados, reverenciados e venerados - obtendo mantos, comida esmolada, moradias e medicamentos. Mas é quando surgem no mundo Tathagatas - arahants, perfeitamente iluminados - que errantes de outras seitas não são honrados, respeitados, reverenciados e venerados - não obtendo mantos, comida esmolada, moradias e medicamentos. Agora apenas o Abençoado, juntamente com a comunidade de bhikkhus - é honrado, respeitado, reverenciado e venerado - obtendo mantos, comida esmolada, moradias e medicamentos.”

"É assim, Ananda. É assim. "É quando não surgem no mundo Tathagatas - arahants, perfeitamente iluminados - que errantes de outras seitas são honrados, respeitados, reverenciados e venerados - obtendo mantos, comida esmolada, moradias e medicamentos. Mas é quando surgem no mundo Tathagatas - arahants, perfeitamente iluminados - que errantes de outras seitas não são honrados, respeitados, reverenciados e venerados - não obtendo mantos, comida esmolada, moradias e medicamentos. Agora apenas o Abençoado, juntamente com a comunidade de bhikkhus - é honrado, respeitado, reverenciado e venerado - obtendo mantos, comida esmolada, moradias e medicamentos.”

Então, dando-se conta do significado disso, o Abençoado nessa ocasião exclamou:

"Os vaga-lumes apenas brilham
enquanto o sol ainda não nasceu.
Mas é quando se dá o raiar do sol
com todo o seu esplendor,
que a luz dos vaga-lumes desaparece,
é destruída.
Da mesma forma, os errantes sectários apenas brilham
enquanto não surgiram aqueles perfeitamente iluminados.
Tais filósofos não são puros,
tampouco seus discípulos.
Aqueles dedicados ao entendimento incorreto
não encontram o fim do sofrimento.”

 


Notas:

Traduzido por Gabriel Laera a quem agradecemos por esta contribuição ao Dhamma

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 2 Janeiro 2016

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.