Udana V.5

Uposatha Sutta

A Observância

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


Assim ouvi. Em certa ocasião o Abençoado estava em Savatthi, no palácio da mãe de Migara, no Parque do Oriente. Naquela ocasião, sendo o dia da observância, o Abençoado estava sentado circundado pela comunidade de bhikkhus. Então o Ven. Ananda – quando a noite já havia avançado, ao final da primeira vigília – levantou-se do seu assento, arrumou o seu manto sobre um ombro, ficou em pé de frente para o Abençoado com as mãos postas sobre o seu coração e lhe disse: "A noite, venerável senhor, já avançou bastante. A primeira vigília terminou. A comunidade dos bhikkhus está sentada aqui há tempo. Que o Abençoado lhes recite o Patimokkha." Quando isso foi dito o Abençoado permaneceu em silêncio.

Então uma segunda vez, quando a noite já havia avançado bastante, ao final da segunda vigília, o Ven. Ananda levantou-se do seu assento, arrumou o seu manto sobre um ombro, ficou em pé de frente para o Abençoado com as mãos postas sobre o seu coração e lhe disse: "A noite, venerável senhor, já avançou bastante. A segunda vigília terminou. A comunidade dos bhikkhus está sentada aqui há tempo. Que o Abençoado lhes recite o Patimokkha." Quando isso foi dito o Abençoado permaneceu em silêncio.

Então uma terceira vez, quando a noite já havia avançado bastante, ao final da terceira vigília, com o amanhecer surgindo e a noite desaparecendo, o Ven. Ananda levantou-se do seu assento, arrumou o seu manto sobre um ombro, ficou em pé de frente para o Abençoado com as mãos postas sobre o seu coração e lhe disse: "A noite, venerável senhor, já avançou bastante. A terceira vigília terminou. O amanhecer está surgindo e a noite desaparecendo A comunidade dos bhikkhus está sentada aqui há tempo. Que o Abençoado lhes recite o Patimokkha."

"Ananda, esta assembléia não é pura."

Então, o pensamento ocorreu ao Ven. Maha Moggallana: "Com referência a qual indivíduo o Abençoado disse agora, ‘Ananda, esta assembléia não é pura’?" Dessa forma ele dirigiu a sua mente, abrangendo com a sua mente a mente de toda a comunidade de bhikkhus. Ele viu aquele indivíduo – imoral, mau, sujo e suspeito nas suas tarefas, oculto em suas ações, que não é um contemplativo, ao contrário do que diz, que não vive a vida santa, ao contrário do que diz, podre por dentro, esvaindo-se em desejo, imundo por natureza – sentado no meio da comunidade de bhikkhus. Vendo-o, ele se levantou e dirigiu-se até o individuo, "Levante-se, meu amigo. Você foi visto pelo Abençoado. Você não tem nenhuma ligação com a comunidade de bhikkhus." Então o individuo permaneceu em silêncio. Uma segunda vez...Uma terceira vez, o Ven. Maha Moggallana disse, "Levante-se, meu amigo. Você foi visto pelo Abençoado. Você não tem nenhuma ligação com a comunidade de bhikkhus." E pela terceira vez o individuo permaneceu em silêncio.

Então o Ven. Maha Moggallana, agarrando aquele indivíduo pelo braço, expulsou-o pela porta de entrada e travando o fecho, aproximou-se do Abençoado e disse, "Eu expulsei aquele indivíduo, venerável senhor. A assembléia agora está pura. Que o Abençoado recite o Patimokkha para a comunidade dos bhikkhus"

"Não é impressionante, Moggallana. Não é espantoso, como aquele individuo esperou até que ele fosse agarrado pelo braço." Então o Abençoado dirigiu-se aos bhikkhus: "A partir de agora eu não mais executarei a observância ou recitarei o Patimokkha. Vocês sozinhos bhikkhus, executarão a observância e recitarão o Patimokkha. É impossível, não pode acontecer, que um Tathagata execute a observância ou recite o Patimokkha com uma assembléia impura.

"Bhikkhus, existem esses oito fatos maravilhosos e admiráveis acerca do oceano, que sempre que os Asuras os vêm, fazem com que eles se deleitem com o oceano. Quais oito?

"[1] O oceano tem bancos de areia graduais, um declive gradual, uma inclinação gradual, com uma queda abrupta somente após um longo trecho. O fato de que o oceano tem bancos de areia graduais, um declive gradual, uma inclinação gradual, com uma queda abrupta somente após um longo trecho: Essa é a primeira qualidade maravilhosa e admirável acerca do oceano que, sempre que os Asuras a vêm, faz com que eles se deleitem com o oceano.

"[2] E além disso, o oceano é estável e não vai além da linha da maré ... Essa é a segunda qualidade maravilhosa e admirável acerca do oceano que sempre que os Asuras a vêm, faz com que eles se deleitem com o oceano.

"[3] E além disso, o oceano não tolera um cadáver. Todo cadáver no oceano é trazido para a praia e arremessado sobre a terra firme ... Essa é a terceira qualidade maravilhosa e admirável acerca do oceano que sempre que os Asuras a vêm, faz com que eles se deleitem com o oceano.

"[4] E além disso, todos os grandes rios que existem – como o Ganges, o Yamuna, o Aciravati, o Sarabhu, o Mahi – ao chegar ao oceano, abrem mão dos seus nomes anteriores e são classificados simplesmente como "oceano" ... Essa é a quarta qualidade maravilhosa e admirável acerca do oceano que, sempre que os Asuras a vêm, faz com que eles se deleitem com o oceano.

"[5] E além disso, apesar dos rios do mundo fluírem para o oceano, e as chuvas caírem do céu, nenhum inchaço ou redução no oceano pode ser notado por essa razão ... Essa é a quinta qualidade maravilhosa e admirável acerca do oceano que, sempre que os Asuras a vêm, faz com que eles se deleitem com o oceano.

"[6] E além disso, o oceano tem um único sabor: o do sal ... Essa é a sexta qualidade maravilhosa e admirável acerca do oceano que sempre que os Asuras a vêm, faz com que eles se deleitem com o oceano.

"[7] E além disso, o oceano tem muitos tesouros de vários tipos: pérolas, safiras, lápis lazuli, conchas, quartzo, coral, prata, ouro, rubis ... Essa é a sétima qualidade maravilhosa e admirável acerca do oceano que sempre que os Asuras a vêm, faz com que eles se deleitem com o oceano.

"[8] E além disso, o oceano é a residência de seres poderosos como as baleias, os devoradores de baleias e os devoradores dos devoradores de baleias; asuras, nagas, e gandhabbas. Existem no oceano seres com comprimento de cem léguas, duzentas ... trezentas ... quatrocentas ... quinhentas léguas. O fato de que o oceano é a residência de seres poderosos como as baleias, os devoradores de baleias e os devoradores dos devoradores de baleias; asuras, nagas, e gandhabbas e existirem no oceano seres com comprimento de cem léguas, duzentas ... trezentas ... quatrocentas ... quinhentas léguas: Essa é a oitava qualidade maravilhosa e admirável acerca do oceano que, sempre que os Asuras a vêm, faz com que eles se deleitem com o oceano.

"Esses são as oito qualidades maravilhosas e admiráveis acerca do oceano que, sempre que os Asuras as vêm, fazem com que eles se deleitem com o oceano.

"Da mesma forma, bhikkhus existem oito qualidades maravilhosas e admiráveis acerca desta Doutrina e Disciplina que, sempre que os Bhikkhus as vêm, fazem com que eles se deleitem com esta Doutrina e Disciplina. Quais oito?

"[1] Da mesma forma como o oceano tem bancos de areia graduais, um declive gradual, uma inclinação gradual, com uma queda abrupta somente após um longo trecho, assim também esta Doutrina e Disciplina tem um treinamento gradual, um desempenho gradual, uma progressão gradual, com uma penetração do conhecimento somente após um longo percurso. O fato de que esta Doutrina e Disciplina tem um treinamento gradual, um desempenho gradual, uma progressão gradual, com a penetração do conhecimento somente após um longo percurso: esta é a primeira qualidade maravilhosa e admirável acerca desta Doutrina e Disciplina e, sempre que os Bhikkhus a vêm, faz com que eles se deleitem com esta Doutrina e Disciplina.

"[2] E além disso, da mesma forma como o oceano é estável e não vai além a linha da maré, assim também meus discípulos – mesmo pela segurança das suas próprias vidas – não vão além das regras de treinamento que eu lhes formulei ... esta é a segunda qualidade maravilhosa e admirável acerca desta Doutrina e Disciplina e, sempre que os Bhikkhus a vêm, faz com que eles se deleitem com esta Doutrina e Disciplina.

"[3] E além disso, da mesma forma como o oceano não tolera um cadáver - todo cadáver no oceano é trazido para a praia e arremessado sobre a terra firme – assim também, se um indivíduo é imoral, mau, sujo e suspeito nas suas tarefas, oculto em suas ações, não é um contemplativo ao contrário do que diz, não vive a vida santa ao contrário do que diz, podre por dentro, esvaindo-se em desejo, imundo por natureza – a comunidade não tem comunhão com ele. Organizando imediatamente uma reunião, eles o banem da comunidade. Embora ele possa estar sentado no meio da comunidade, ele está muito distante da comunidade, e a comunidade distante dele ... esta é a terceira qualidade maravilhosa e admirável acerca desta Doutrina e Disciplina e, sempre que os Bhikkhus a vêm, faz com que eles se deleitem com esta Doutrina e Disciplina.

"[4] E além disso, da mesma forma como todos os grandes rios que existam – como o Ganges, o Yamuna, o Aciravati, o Sarabhu, o Mahi – ao chegar ao oceano, abrem mão dos seus nomes anteriores e são classificados simplesmente como "oceano", assim também, quando os membros das quatro castas – nobres guerreiros, brâmanes, comerciantes e trabalhadores - adotam a vida santa com a Doutrina e Disciplina declarada pelo Tathagata, eles abrem mão de seus nomes e clãs anteriores e são classificados simplesmente como "os contemplativos, filhos do Sakya" ... esta é a quarta qualidade maravilhosa e admirável acerca desta Doutrina e Disciplina e, sempre que os Bhikkhus a vêm, faz com que eles se deleitem com esta Doutrina e Disciplina.

"[5] E além disso, da mesma forma como os rios do mundo fluem para o oceano, e as chuvas caem do céu, sem que nenhum inchaço ou redução no oceano possa ser notado por essa razão, assim também, apesar de que muitos bhikkhus estão totalmente libertados com as propriedades do Ilimitado sem que lhes reste nenhum apego, nenhum inchaço ou redução nas propriedades do Ilimitado pode ser notado por essa razão ... esta é a quinta qualidade maravilhosa e admirável acerca desta Doutrina e Disciplina e, sempre que os Bhikkhus a vêm, faz com que eles se deleitem com esta Doutrina e Disciplina.

"[6] E além disso, da mesma forma como o oceano tem um único sabor – aquele do sal – assim também, esta Doutrina e Disciplina tem um único sabor: aquele da libertação ... esta é a sexta qualidade maravilhosa e admirável acerca desta Doutrina e Disciplina e, sempre que os Bhikkhus a vêm, faz com que eles se deleitem com esta Doutrina e Disciplina.

"[7] E além disso, da mesma forma como o oceano tem muitos tesouros de vários tipos - pérolas, safiras, lápis lazuli, conchas, quartzo, coral, prata, ouro, rubis – assim também, esta Doutrina e Disciplina tem muitos tesouros de vários tipos: os quatro fundamentos da atenção plena, os quatro esforços corretos, as quatro bases do poder, as cinco faculdades, os cinco poderes, os sete fatores da Iluminação, o nobre caminho óctuplo ... esta é a sétima qualidade maravilhosa e admirável acerca desta Doutrina e Disciplina e, sempre que os Bhikkhus a vêm, faz com que eles se deleitem com esta Doutrina e Disciplina.

"[8] E além disso, da mesma forma como o oceano é a residência de seres poderosos como as baleias, os devoradores de baleias e os devoradores dos devoradores de baleias; asuras, nagas, e gandhabbas e existam no oceano seres com comprimento de cem léguas, duzentas ... trezentas ... quatrocentas ... quinhentas léguas; assim também, esta Doutrina e Disciplina é a residência de seres poderosos como aqueles 'que entraram na correnteza’ e aqueles que praticam para realizar os frutos do estado dos ‘que entraram na correnteza'; os ‘que retornarão apenas uma vez mais’ e aqueles que praticam para realizar os frutos do estado dos ‘que retornarão apenas uma vez mais'; os ‘que não retornarão mais’ e aqueles que praticam para realizar os frutos do estado dos ‘que não retornarão mais’; os Arahants e aqueles que praticam para realizar os frutos do estado de arahant. O fato de que esta Doutrina e Disciplina é a residência de seres poderosos como aqueles 'que entraram na correnteza’ e aqueles que praticam para realizar os frutos do estado dos 'que entraram na correnteza'; os ‘que retornarão apenas uma vez mais’ e aqueles que praticam para realizar os frutos do estado dos ‘que retornarão apenas uma vez mais'; os ‘que não retornarão mais’ e aqueles que praticam para realizar os frutos do estado dos ‘que não retornarão mais’; os Arahants e aqueles que praticam para realizar os frutos do estado de arahant: esta é a oitava qualidade maravilhosa e admirável acerca desta Doutrina e Disciplina e, sempre que os Bhikkhus a vêm, faz com que eles se deleitem com esta Doutrina e Disciplina.

"Essas são as oito qualidades maravilhosas e admiráveis acerca desta Doutrina e Disciplina e, sempre que os Bhikkhus as vêm, fazem com que eles se deleitem com esta Doutrina e Disciplina."

Então, dando-se conta do significado disso, o Abençoado nessa ocasião exclamou:

A chuva encharca o que está coberto,
e não encharca o que está exposto.
Dessa forma exponham o que está coberto,
para que não se encharque com a chuva.

 


 

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 1 Setembro 2012

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.