Udana III.8

Pindapatika Sutta

Esmolador de Comida

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


Assim, ouvi. Certa ocasião, o Abençoado estava em Savatthi, no Bosque de Jeta, no Parque de Anathapindika. Agora, naquela ocasião, depois de haverem esmolado comida e de haverem retornado, após a refeição, um certo número de bhikkhus estavam reunidos no pavilhão quando surgiu esta conversa: "Um bhikkhu esmolador de comida, amigos, enquanto caminha esmolando comida, de tempos em tempos ele ouve sons agradáveis com o ouvido, de tempos em tempos ele vê formas agradáveis com o olho, de tempos em tempos ele cheira aromas agradáveis com o nariz, de tempos em tempos ele saboreia sabores agradáveis com a língua, de tempos em tempos ele toca tangíveis agradáveis com o corpo. Um bhikkhu esmolador de comida, amigos, quando caminha esmolando é respeitado, reverenciado, honrado, venerado, e homenageado. Venham. amigos, sejamos esmoladores de comida e nós também, de tempos em tempos ouviremos sons agradáveis com o ouvido ... de tempos em tempos tocaremos tangíveis agradáveis com o corpo. E nós também seremos respeitados, reverenciados, honrados, venerados, e homenageados ao caminharmos esmolando comida." E essa conversa dos bhikkhus continuou sem chegar a um fim.

Então o Abençoado saindo do seu isolamento no final da tarde, dirigiu-se para o pavilhão e, chegando, sentou-se em um assento que havia sido preparado. Ele então perguntou aos bhikkhus: “Bhikkhus, qual é o assunto que faz com que vocês estejam sentados juntos aqui agora? E qual é a discussão que foi interrompida?”

"Depois de havermos esmolado comida e de havermos retornado, após a refeição, nos reunidos aqui no pavilhão quando surgiu esta conversa: 'Um bhikkhu esmolador de comida, amigos, enquanto caminha esmolando comida, de tempos em tempos ouve sons agradáveis com o ouvido ... de tempos em tempos toca tangíveis agradáveis com o corpo. E nós também seremos respeitados, reverenciados, honrados, venerados, e homenageados ao caminharmos esmolando comida.' Essa, venerável senhor foi a discussão que foi interrompida quando o Abençoado chegou."

"Não é correto, bhikkhus, não é apropriado que vocês, membros de clãs, que pela fé deixaram a vida em família e seguiram a vida santa conversem sobre esse tipo de assunto. Quando vocês se reunirem, bhikkhus, vocês devem fazer uma de duas coisas: discutir o Dhamma ou observar o nobre silêncio.".

Então, dando-se conta do significado disso, o Abençoado nessa ocasião exclamou:

Um bhikkhu que esmola comida
sustentando a si mesmo e mais ninguém,
é estimado pelo devas,
contanto que a sua intenção não seja o elogio e a fama.

 


>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 4 Outubro 2014

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.