Samyutta Nikaya XXXVI.4

Patala Sutta

O Abismo Insondável

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


“Bhikkhus, quando uma pessoa comum, sem instrução faz esta afirmação, ‘No grande oceano há um abismo insondável,’ ela fala de algo que não existe e que é irreal. Essa, bhikkhus, é na verdade uma designação para as sensações dolorosas no corpo, isto é, ‘o abismo insondável.’

“Quando uma pessoa comum sem instrução é tocada por uma sensação de dor no corpo, ela fica triste, angustiada e lamenta, ela chora, bate no peito e fica perturbada. Essa é chamada de uma pessoa comum sem instrução que não se elevou do abismo insondável, que não conseguiu um ponto de apoio.

“Mas, bhikkhus, quando um nobre discípulo bem instruído é tocado por uma sensação de dor no corpo, ele não fica triste, angustiado e lamenta, ele não chora, bate no peito e fica perturbado. Esse é chamado de um nobre discípulo que se elevou do abismo insondável, que conseguiu um ponto de apoio.”

Aquele que não agüenta
as sensações dolorosas que surgiram,
sensações corporais que enfraquecem a própria vida,
treme quando estas o tocam,
um fraco com poucas forças
que ruidoso chora e lamenta:
ele não se elevou do abismo insondável,
nem mesmo conseguiu um ponto de apoio.

Mas aquele que agüenta
as sensações dolorosas que surgiram,
sensações corporais que enfraquecem a própria vida,
não treme quando estas o tocam:
ele se elevou do abismo insondável,
e ele também conseguiu um ponto de apoio.

 


 

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 4 Dezembro 2004

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.