Samyutta Nikaya XXXVI.12

Akasa Sutta

No Céu

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


“Bhikkhus, assim como vários ventos sopram no céu: ventos do leste, ventos do oeste, ventos do norte e ventos do sul, ventos com poeira e ventos sem poeira, ventos quentes e ventos frios, ventos brandos e ventos fortes; da mesma maneira, várias sensações surgem neste corpo: surgem sensações prazerosas, surgem sensações dolorosas e surgem sensações nem dolorosas, nem prazerosas.”

Assim como no céu ventos de vários tipos sopram:
vindos do leste ou oeste, soprando do norte ou do sul,
alguns com poeira outros não, alguns frios outros quentes,
alguns fortes e outros brandos – ventos que sopram de formas tão distintas.

Do mesmo modo aqui neste mesmo corpo,
surgem vários tipos de sensações,
prazerosas e dolorosas,
e aquelas nem dolorosas, nem prazerosas.

Mas quando um bhikkhu que é ardente
não negligencia a plena consciência,
então esse homem sábio compreende completamente
as sensações na sua inteireza.

Tendo completa compreensão das sensações,
ele está purificado nesta mesma vida.
Firme no Dhamma, com a dissolução do corpo
o mestre do conhecimento não pode ser medido.

 


 

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 4 Dezembro 2004

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.