Samyutta Nikaya XXXV.119

Pancasikha Sutta

A Pergunta de Pancasikha

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


Em certa ocasião, o Abençoado estava em Rajagaha na Montanha do Pico do Abutre. Então Pancasikha, o filho dos gandhabbas, foi até o Abençoado e depois de cumprimentá-lo ficou em pé a um lado e disse:

“Venerável senhor, qual é a causa e razão porque alguns seres aqui não realizam Nibbana nesta mesma vida? E qual é a causa e razão porque alguns seres aqui realizam Nibbana nesta mesma vida?”

“Há, filho dos gandhabbas, formas conscientizadas através do olho que são desejáveis, agradáveis e fáceis de serem gostadas, conectadas com o desejo sensual e que provocam a cobiça. Se um bhikkhu sente prazer com elas, acolhe-as e permanece atado a elas, a consciência dele se torna dependente delas e se apega a elas. Um bhikkhu com apego não realiza Nibbana.

“Há, filho dos gandhabbas, sons conscientizados pelo ouvido ... aromas conscientizados pelo nariz ... sabores conscientizados pela língua ... tangíveis conscientizados pelo corpo ... objetos mentais conscientizados pela mente que são desejáveis, agradáveis e fáceis de serem gostados, conectados com o desejo sensual e que provocam a cobiça. Se um bhikkhu sente prazer com eles, acolhe- os e permanece atado a eles, a consciência dele se torna dependente deles e se apega a eles. Um bhikkhu com apego não realiza Nibbana.

“Essa é a causa e razão, filho dos gandhabbas, porque alguns seres aqui não realizam Nibbana nesta mesma vida.

“Há, filho dos gandhabbas, formas conscientizadas através do olho ... aromas conscientizados pelo nariz ... sabores conscientizados pela língua ... tangíveis conscientizados pelo corpo ... objetos mentais conscientizados pela mente que são desejáveis, agradáveis e fáceis de serem gostados, conectados com o desejo sensual e que provocam a cobiça. Se um bhikkhu não sente prazer com eles, não os acolhe e não permanece atado a eles, a consciência dele não se torna dependente deles e não se apega a eles. Um bhikkhu sem apego realiza Nibbana.

“Essa é a causa e razão, filho dos gandhabbas, porque alguns seres aqui realizam Nibbana nesta mesma vida.

 


 

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 20 Dezembro 2014

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.