Samyutta Nikaya XXII.6

Patisallana Sutta

Afastamento

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


Assim ouvi. Em Savatthi. Lá, o Abençoado disse o seguinte: “Bhikkhus, dediquem-se ao afastamento. Um bhikkhu afastado compreende as coisas como elas na verdade são.

“E o que ele compreende como na verdade é? A origem e a cessação da forma; a origem e a cessação da sensação; a origem e a cessação da percepção; a origem e a cessação das formações volitivas; a origem e a cessação da consciência.

“E qual, bhikkhus, é a origem da forma? Qual a origem da sensação? Qual a origem da percepção? Qual a origem das formações volitivas? Qual a origem da consciência?

“Aqui, bhikkhus, alguém busca o prazer, alguém acolhe, alguém agarra. E no que é que alguém busca o prazer, o que é que alguém acolhe e o que é que alguém agarra? Alguém busca o prazer na forma, acolhe-a e agarra-a. Como conseqüência disso, o prazer surge. O prazer pela forma é o apego. Tendo o apego como condição, o ser/existir [surge]; com o ser/existir como condição, o nascimento; com o nascimento como condição, envelhecimento e morte, tristeza, lamentação, dor, angústia e desespero surgem. Essa é a origem de toda essa massa de sofrimento.

“Alguém busca o prazer na sensação ... na percepção ... nas formações volitivas ... na consciência, acolhe-a e agarra-a. Como conseqüência disso, o prazer surge ... Essa é a origem de toda essa massa de sofrimento.

“Essa, bhikkhus, é a origem da forma; essa é a origem da sensação; essa é a origem da percepção; essa é a origem das formações volitivas; essa é a origem da consciência.

“E qual, bhikkhus, é a cessação da forma? Qual a cessação da sensação? Qual a cessação da percepção? Qual a cessação das formações volitivas? Qual a cessação da consciência?

“Aqui, bhikkhus, alguém não busca o prazer, alguém não acolhe e alguém não agarra. E no que é que alguém não busca o prazer? O que alguém não acolhe? O que alguém não agarra? Alguém não busca o prazer na forma, não a acolhe e não a agarra. Como conseqüência disso, o prazer pela forma cessa. Com a cessação do prazer, cessa o apego; com a cessação do apego, cessa o ser/existir ... Essa é a cessação de toda essa massa de sofrimento.

“Alguém não busca o prazer na sensação ... na percepção ... nas formações volitivas ... na consciência, não a acolhe e não a agarra. Como conseqüência disso, o prazer pela consciência cessa ... Essa é a cessação de toda essa massa de sofrimento.

“Essa, bhikkhus, é a cessação da forma; essa é a cessação da sensação; essa é a cessação da percepção; essa é a cessação das formações volitivas; essa é a cessação da consciência.”

 


>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 26 Abril 2014

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.