Samyutta Nikaya XVII.30

Bhikkhu Sutta

Um Bhikkhu

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


Em Savatthi. “Bhikkhus, o ganho, a honraria e fama, eu digo, são um obstáculo até mesmo para um bhikkhu que é um arahant, aquele com as impurezas destruídas.”

Quando isso foi dito, o Venerável Ananda perguntou ao Abençoado: “Porque, venerável senhor, o ganho, a honraria e fama são um obstáculo até mesmo para um bhikkhu com as impurezas destruídas?”

“Eu não digo, Ananda, que o ganho, a honraria e fama são um obstáculo para a libertação inabalável da mente dele. Mas eu digo que eles são um obstáculo para que ele alcance aquelas permanências prazerosas nesta mesma vida que são alcançadas por aquele que permanece diligente, ardente e decidido. [1] Tão terríveis, Ananda, são o ganho, a honraria e fama, amargos, vis, obstruem a realização da insuperável segurança contra o cativeiro. Portanto, Ananda, você deve praticar da seguinte forma: ‘Eu abandonarei o ganho, a honraria e fama que já surgiram e não permitirei que o ganho, a honraria e fama que já surgiram persistam obcecando a minha mente.’ Assim você deveria praticar.”

 


 

Notas:

[1] As “permanências prazerosas nesta mesma vida”, (ditthadhammasukhavihara), de acordo com os comentários, equivale à fruição do estado de arahant. Pois quando um arahant recebe algo, ele agradece aqueles que vêm visitá-lo com um discurso do Dhamma, respondendo a perguntas, etc. e assim ele não tem a oportunidade de meditar e alcançar os estados de fruição. Esse termo no entanto, em geral equivale aos jhanas, a definição dos comentários parece demasiado limitada. [Retorna]

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 19 Junho 2014

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.