Samyutta Nikaya XLVIII.43

Saketa Sutta

Saketa

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


Assim ouvi. Em certa ocasião, o Abençoado estava em Saketa no Bosque de Anjana, no Parque do Gamo. Lá ele se dirigiu aos bhikkhus desta forma:

“Bhikkhus, existe um método de exposição através do qual as cinco faculdades se convertem nos cinco poderes e os cinco poderes se convertem nas cinco faculdades?”

“Venerável senhor, os nossos ensinamentos têm o Abençoado como origem, como guia e como refúgio. Seria bom se o Abençoado pudesse explicar o significado dessas palavras. Tendo ouvido do Abençoado, os bhikkhus o recordarão.”

“Há um método de exposição, bhikkhus, através do qual as cinco faculdades se convertem nos cinco poderes e os cinco poderes se convertem nas cinco faculdades. E qual é esse método de exposição? Aquilo que é a faculdade da convicção é o poder da convicção; aquilo que é o poder da convicção é a faculdade da convicção. [1] Aquilo que é a faculdade da energia é o poder da energia; aquilo que é o poder da energia é a faculdade da energia. Aquilo que é a faculdade da atenção plena é o poder da atenção plena; aquilo que é o poder da atenção plena é a faculdade da atenção plena. Aquilo que é a faculdade da concentração é o poder da concentração; aquilo que é o poder da concentração é a faculdade da concentração. Aquilo que é a faculdade da sabedoria é o poder da sabedoria; aquilo que é o poder da sabedoria é a faculdade da sabedoria.

“Suponham, bhikkhus, que há um rio que declive, tenda, se incline na direção leste, com uma ilha no meio. Há um método de exposição através do qual aquele rio poderia ser considerado um rio com uma correnteza, mas há um método de exposição através do qual aquele rio poderia ser considerado um rio com duas correntezas.

“E qual é o método de exposição através do qual aquele rio poderia ser considerado um rio com uma correnteza? Tomando em conta a água ao leste da ilha e a água a oeste da ilha – esse é o método de exposição através do qual aquele rio poderia ser considerado um rio com uma correnteza.

“E qual é o método de exposição através do qual aquele rio poderia ser considerado um rio com duas correntezas? Tomando em conta a água ao norte da ilha e a água ao sul da ilha – esse é o método de exposição através do qual aquele rio poderia ser considerado um rio com duas correntezas.

“Da mesma forma, bhikkhus, aquilo que é a faculdade da convicção é o poder da convicção ... aquilo que é o poder da sabedoria é a faculdade da sabedoria.

“Bhikkhus, porque ele desenvolveu e cultivou essas cinco faculdades é que um bhikkhu, pela eliminação das impurezas mentais, nesta mesma vida, entra e permanece em um estado livre de impurezas com a libertação da mente e a libertação pela sabedoria, tendo conhecido e manifestado isso para si mesmo no aqui e agora."

 


 

Notas:

[1] Essa afirmação indica que não há uma diferença substancial entre as faculdades e os poderes, que ambos compreendem os mesmos cinco fatores vistos por dois ângulos distintos. Embora seja tentador enxergar os poderes, (bala), como um estágio mais avançado no desenvolvimento das faculdades, não há nada no cânone, ou nos comentários, que suporte essa idéia. O comentário diz que um fator é a faculdade da convicção “no sentido de exercer o controle sobre a característica da decisão”, e o poder da convicção “no sentido de não ser abalado pela falta de convicção”. De modo semelhante, as outras quatro faculdades exercem respectivamente controle sobre a aplicação, estabelecimento, não distração e visão; elas são poderes no sentido de não serem abaladas pela preguiça, esquecimento, distração e ignorância. [Retorna]

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 16 Abril 2005

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.