Samyutta Nikaya XLVII.5

Akusalarasi Sutta

Um Montão Daquilo que é Prejudicial

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


Em Savatthi. Lá o Abençoado disse o seguinte: “Bhikkhus, se alguém fosse dizer que alguma coisa é ‘um montão daquilo que é prejudicial,’ é acerca dos cinco obstáculos que, falando o que é certo, isso deveria ser dito. Pois esse é um montão completo daquilo que é prejudicial, isto é, os cinco obstáculos. Quais cinco? O obstáculo do desejo sensual, o obstáculo da má vontade, o obstáculo da preguiça e torpor, o obstáculo da inquietação e ansiedade, o obstáculo da dúvida. Se alguém fosse dizer que alguma coisa é ‘um montão daquilo que é prejudicial,’ é acerca dos cinco obstáculos que, falando o que é certo, isso deveria ser dito. Pois esse é um montão completo daquilo que é prejudicial, isto é, os cinco obstáculos.

“Bhikkhus, se alguém fosse dizer que alguma coisa é ‘um montão daquilo que é benéfico,’ é acerca dos quatro fundamentos da atenção plena que, falando o que é certo, isso deveria ser dito. Pois esse é um montão completo daquilo que é benéfico, isto é, os quatro fundamentos da atenção plena. Quais quatro? Aqui, bhikkhus, um bhikkhu permanece contemplando o corpo como um corpo, ardente, plenamente consciente e com atenção plena, tendo colocado de lado a cobiça e o desprazer pelo mundo. Ele permanece contemplando as sensações como sensações ... mente como mente ... objetos mentais como objetos mentais, ardente, plenamente consciente e com atenção plena, tendo colocado de lado a cobiça e o desprazer pelo mundo. Se alguém fosse dizer que alguma coisa é ‘um montão daquilo que é benéfico,’ é acerca dos quatro fundamentos da atenção plena que, falando o que é certo, isso deveria ser dito. Pois esse é um montão completo daquilo que é benéfico, isto é, os quatro fundamentos da atenção plena.”

 


 

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 4 Dezembro 2010

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.