Samyutta Nikaya XII.31

Bhuta Sutta

Veio a Ser

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


Certa ocasião o Abençoado estava em Savathi, lá ele se dirigiu ao venerável Sariputta assim:

"Sariputta, nas Perguntas de Ajita no Parayana é dito: [1]

'Aqueles que compreenderam completamente o Dhamma, aqueles em treinamento e os outros indivíduos aqui, explique-me como eles se comportam.'

Como deve ser esse breve enunciado ser entendido em detalhe?"

Quando isso foi dito o venerável Sariputta permaneceu em silêncio. Uma segunda vez e uma terceira vez o Abençoado se dirigiu ao venerável Sariputta assim: "Sariputta, nas Perguntas de Ajita no Parayana ... Como deve ser esse breve enunciado ser entendido em detalhe?" Uma segunda e uma terceira vez o venerável Sariputta permaneceu em silêncio.

"Sariputta, você vê: 'Isto veio a ser'? Sariputta, você vê: 'Isto veio a ser'?"

"Venerável senhor, alguém vê com correta sabedoria como na verdade veio a ser [2]: 'Isto veio a ser'. Tendo visto com correta sabedoria: 'Isto veio a ser', ele pratica para o desencantamento daquilo que veio a ser, para o desapego, e para a cessação. Ele vê com correta sabedoria: 'A sua originação ocorre com aquilo como alimento.' Tendo visto com correta sabedoria: 'A sua originação ocorre com aquilo como alimento', ele pratica para o desencantamento da sua originação daquilo como alimento, para o desapego, e para a cessação. Ele vê com correta sabedoria: 'Com a cessação daquele alimento, aquilo que veio a ser está sujeito à cessação.' Tendo visto com correta sabedoria: 'Com a cessação daquele alimento, aquilo que veio a ser está sujeito à cessação', ele pratica para o desencantamento daquilo que está sujeito à cessação, para o desapego, e para a cessação. [3]

"Como, venerável senhor, alguém compreendeu completamente o Dhamma? Venerável senhor, alguém vê com correta sabedoria como na verdade veio a ser: 'Isto veio a ser'. Tendo visto com correta sabedoria: 'Isto veio a ser', através do desencantamento com relação ao que veio a ser, através do desapego e cessação, ele está libertado através do desapego. Ele vê com correta sabedoria: 'A sua originação ocorre com aquilo como alimento.' Tendo visto com correta sabedoria: 'A sua originação ocorre com aquilo como alimento', através do desencantamento com a originação através daquilo como alimento, através do desapego e cessação, ele está libertado através do desapego. Ele vê como na verdade veio a ser com correta sabedoria: 'Com a cessação daquele alimento, aquilo que veio a ser está sujeito à cessação.' Tendo visto com correta sabedoria: 'Com a cessação daquele alimento, aquilo que veio a ser está sujeito à cessação', através do desencantamento com aquilo que está sujeito à cessação, através do desapego e cessação, ele está libertado através do desapego. Desse modo alguém compreendeu o Dhamma.

"Venerável senhor, portanto quando foi dito nas Perguntas de Ajita no Parayana:

'Aqueles que compreenderam completamente o Dhamma, aqueles em treinamento e os outros indivíduos aqui, explique-me como eles se comportam.'

é dessa maneira que compreendo em detalhe esse breve enunciado."

"Muito bem, muito bem Sariputta! ... (o Buda repete tudo que foi dito pelo venerável Sariputta) ... é dessa maneira que deve ser compreendido em detalhe esse breve enunciado."

 


Notas:

[1] Veja o Snp V.1. [Retorna]

[2] Bhutamidanti, bhante, yathabhutam sammappaññaya passati: yatha bhuta como regra geral tanto no português como no inglês tem sido traduzido “como as coisas na verdade são”. Essa tradução no entanto apresenta algumas limitações no sentido de dar a impressão que existe algo especial a ser visto “nas coisas” e que a experiência de insight corresponde a ver esse algo especial, quando na verdade estamos mais interessados em ver o processo de fabricação que ocorre na mente e nesse sentido uma tradução mais esclarecedora para yatha butha seria “como as coisas vêm a ser” (através do processo de fabricação na mente). Essa foi a tradução empregada neste sutta. [Retorna]

[3] Veja os quatro tipos de alimento no Ahara Sutta (SN XII.11). [Retorna]

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 27 Julho 2013

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.