Samyutta Nikaya XII.26

Upavana Sutta

Upavana

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


Em Savatthi. Então o Venerável Upavana se aproximou do Abençoado e depois de cumprimentá-lo, sentou a um lado e disse:

"Venerável senhor, alguns contemplativos e brâmanes afirmam que o sofrimento é criado pela própria pessoa, alguns contemplativos e brâmanes afirmam que o sofrimento é criado pelos outros; alguns contemplativos e brâmanes afirmam que o sofrimento é criado tanto pela própria pessoa como pelos outros; alguns contemplativos e brâmanes afirmam que o sofrimento surge ao acaso sem ser criado pela própria pessoa e tampouco pelos outros. Agora, venerável senhor, o que o Abençoado diz acerca disso? O que ele ensina? Como deveríamos responder se fôssemos dizer aquilo que foi dito pelo Abençoado sem deturpá-lo com algo contrário aos fatos? E como deveríamos explicar de acordo com o Dhamma, de tal modo que nada que dê margem à censura possa com legitimidade ser deduzido da nossa declaração?”

“Upavana, eu disse que o sofrimento tem origem dependente. Dependente do que? Dependente do contato. Se alguém dissesse isso estaria falando o que foi dito por mim e não estaria me deturpando com algo contrário aos fatos; estaria explicando de acordo com o Dhamma, de tal modo que nada que dê margem à censura possa com legitimidade ser deduzido da sua declaração.

“Nesse sentido, Upavana, no caso dos contemplativos e brâmanes que afirmam que o sofrimento é criado pela própria pessoa, e aqueles que afirmam que o sofrimento é criado pelos outros, e aqueles que afirmam que o sofrimento é criado tanto pela própria pessoa como pelos outros, e aqueles que afirmam que o sofrimento surge ao acaso sem ser criado pela própria pessoa e tampouco pelos outros – em cada um desses casos, o sofrimento é condicionado pelo contato.

“Nesse sentido, Upavana, no caso dos contemplativos e brâmanes que afirmam que o sofrimento é criado pela própria pessoa, e aqueles que afirmam que o sofrimento é criado pelos outros, e aqueles que afirmam que o sofrimento é criado tanto pela própria pessoa como pelos outros, e aqueles que afirmam que o sofrimento surge ao acaso sem ser criado pela própria pessoa e tampouco pelos outros – em cada um desses casos, é impossível que eles experimentem [qualquer coisa] sem o contato.”

 


 

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 4 Setembro 2004

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.