Samyutta Nikaya VIII.4

Ananda Sutta

Ananda

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


Em certa ocasião o venerável Ananda estava em Savatthi no Bosque de Jeta, no Parque de Anathapindika. Então, ao amanhecer, o venerável Ananda se vestiu e tomando a tigela e o manto externo, foi para Savatthi para esmolar alimentos tendo o venerável Vangisa como companhia. Agora, naquela ocasião, a insatisfação surgiu na mente do venerável Vangisa; a cobiça infestou a sua mente. Então, o venerável Vangisa se dirigiu ao venerável Ananda em versos:

“Eu estou ardendo de paixão sensual,
minha mente está sendo consumida pelo fogo.
Por favor diga como extinguí-lo,
por compaixão, Oh Gotama.” [1]

[O Venerável Ananda:]

“É através de uma inversão da percepção [2]
que a sua mente está sendo consumida pelo fogo.
afaste-se do sinal da beleza
que provoca a paixão sensual.

“Veja as formações como estranhas,
como sofrimento e não como o eu.
Extinga o grande fogo da paixão;
não se deixe queimar repetidamente.

“Desenvolva a mente no repulsivo,
focada num ponto, bem concentrada;
aplique a atenção plena no corpo,
absorva-se na repulsa. [3]

“Desenvolva a meditação sem sinais,
e descarte a tendência para a presunção,
então, rompendo a presunção,
você será um daqueles que permanece em paz.” [4]

 


 

Notas:

[1] Ele se dirige a Ananda como “Gotama” porque Ananda era membro desse clã. [Retorna]

[2] A inversão da percepção, (saññaya vipariyesa), é de quatro tipos: perceber como permanente, felicidade, eu, beleza, aquilo que na verdade é impermanente, sofrimento, não-eu e feio. [Retorna]

[3] A meditação sobre o repulsivo compreende as partes do corpo e as contemplações do cemitério, descritas no MN 10. [Retorna]

[4] A meditação sem sinais, (animitta), de acordo com o comentário, é o insight, (vipassana), assim chamado porque desnuda os sinais da permanência, etc. [Retorna].

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 5 Fevereiro 2005

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.