Samyutta Nikaya LVI.8

Cinta Sutta

Reflexão

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


“Bhikkhus, não reflitam de modo ruim e prejudicial: ‘O mundo é eterno’ ou ‘O mundo não é eterno’; ou ‘O mundo é finito’, ou ‘O mundo é infinito’; ou ‘A alma e o corpo são a mesma coisa’, ou ‘A alma é uma coisa, o corpo é outra’; ou ‘Após a morte um Tathagata existe,’ ou ‘Após a morte um Tathagata não existe,’ ou ‘Após a morte um Tathagata tanto existe como não existe,’ ou ‘Após a morte um Tathagata nem existe, nem não existe.’ Por qual razão? Porque essas reflexões, bhikkhus, não trazem benefícios, não pertencem aos fundamentos da vida santa e não conduzem ao desencantamento, ao desapego, à cessação, à paz, ao conhecimento direto, à iluminação, a Nibbana

“Quando refletirem, bhikkhus, vocês deveriam refletir: ‘Isto é sofrimento’; vocês deveriam refletir: ‘Esta é a origem do sofrimento’; vocês deveriam refletir: ‘Esta é a cessação do sofrimento’; vocês deveriam refletir: ‘Este é o caminho que conduz à cessação do sofrimento.’ Por qual razão? Porque essas reflexões, bhikkhus, trazem benefícios, pertencem aos fundamentos da vida santa e conduzem ao desencantamento, ao desapego, à cessação, à paz, ao conhecimento direto, à iluminação, a Nibbana.

“Portanto, bhikkhus, um esforço deve ser feito para compreender: ‘Isto é sofrimento.’ Um esforço deve ser feito para compreender: ‘Esta é a origem do sofrimento.’ Um esforço deve ser feito para compreender: ‘Esta é a cessação do sofrimento.’ Um esforço deve ser feito para compreender: ‘Este é o caminho que conduz à cessação do sofrimento.’”

 


>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 16 Abril 2005

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.