Samyutta Nikaya LIV.9

Vesali Sutta

Em Vesali

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


Assim ouvi. Em certa ocasião, o Abençoado estava em Vesali na Grande Floresta no Salão com um pico na cumeeira. Agora, naquela ocasião o Abençoado estava discursando para os bhikkhus sobre vários tipos de coisas repulsivas, estava falando em louvor das coisas repulsivas, estava falando em louvor do desenvolvimento da meditação das coisas repulsivas. [1] Então o Abençoado se dirigiu aos bhikkhus da seguinte forma:

“Bhikkhus, eu quero estar em retiro por meio mês. Eu não devo ser abordado por ninguém exceto aquele que me traz a comida esmolada.”

“Sim, venerável senhor,” aqueles bhikkhus responderam e ninguém se aproximou do Abençoado exceto aquele que lhe levou a comida esmolada.

Então, aqueles bhikkhus pensando: “O Abençoado discursou sobre vários tipos de coisas repulsivas, falou em louvor das coisas repulsivas, falou em louvor do desenvolvimento da meditação das coisas repulsivas,” permaneceram dedicados ao desenvolvimento da meditação das coisas repulsivas nos seus muitos aspectos e fatores. Sentido repulsa, vergonha e nojo deste corpo, eles foram em busca de um assassino. Num dia, dez bhikkhus usaram a faca ou num dia, vinte ou trinta bhikkhus usaram a faca. [2]

Então, quando havia passado meio mês, o Abençoado emergiu do seu isolamento e se dirigiu ao Venerável Ananda: “Porque, Ananda, a Sangha dos bhikkhus parece estar tão diminuída?

“Venerável senhor, é porque o Abençoado discursou sobre vários tipos de coisas repulsivas, falou em louvor das coisas repulsivas, falou em louvor do desenvolvimento da meditação das coisas repulsivas e aqueles bhikkhus pensando: ‘O Abençoado discursou sobre vários tipos de coisas repulsivas, falou em louvor das coisas repulsivas, falou em louvor do desenvolvimento da meditação das coisas repulsivas,’ permaneceram dedicados ao desenvolvimento da meditação das coisas repulsivas nos seus muitos aspectos e fatores. Sentindo repulsa, vergonha e nojo deste corpo, eles foram em busca de um assassino. Num dia, dez bhikkhus usaram a faca ou num dia, vinte ou trinta bhikkhus usaram a faca. Seria bom, venerável senhor, se o Abençoado explicasse um outro método de modo que esta sangha dos bhikkhus possa se estabelecer no conhecimento supremo.”

“Bem então, Ananda, reúna no salão de assembléias todos os bhikkhus que estão vivendo em Vesali.”

“Sim, venerável senhor,” o Venerável Ananda respondeu e ele reuniu no salão de assembléias todos os bhikkhus que estavam vivendo em Vesali, tantos quantos havia. Então ele foi até o Abençoado e lhe disse: “ A sangha dos bhikkhus está reunida, venerável senhor. Que o Abençoado venha quando lhe for conveniente.”

Então, o Abençoado foi até o salão de assembléias, sentou num assento que havia sido preparado e se dirigiu aos bhikkhus da seguinte forma:

“Bhikkhus, esta concentração através da atenção plena na respiração, quando desenvolvida e cultivada, é pacífica e sublime, uma permanência ambrosíaca prazerosa, e esta dispersa e extingue no ato os estados ruins e prejudiciais sempre que estes surjam.

“Tal como, bhikkhus, no último mês do verão, quando uma massa de poeira se forma num redemoinho, uma grande nuvem de chuva fora de época a dispersa e extingue no ato, da mesma forma a concentração através da atenção plena na respiração, quando desenvolvida e cultivada, é pacífica e sublime, uma permanência ambrosíaca, prazerosa, e ela dispersa e extingue no ato os estados ruins e prejudiciais sempre que estes surgirem. E como isso é feito?

“Aqui, bhikkhus, um bhikkhu, dirigindo-se à floresta ou à sombra de uma árvore ou a um local isolado; senta-se com as pernas cruzadas, mantém o corpo ereto e estabelecendo a plena atenção à sua frente, ele inspira com atenção plena justa, ele expira com atenção plena justa ... Ele treina dessa forma: ‘Eu inspiro contemplando a renúncia’; ele treina dessa forma: ‘Eu expiro contemplando a renúncia.’[3]

“É assim, bhikkhus, que a concentração através da atenção plena na respiração é desenvolvida e cultivada, de modo que seja pacífica e sublime, uma permanência ambrosíaca, prazerosa e ela dispersa e extingue no ato os estados ruins e prejudiciais sempre que estes surgirem.”

 


 

Notas:

[1] A meditação das coisas repulsivas compreende as partes do corpo e as contemplações do cemitério descritas no MN 10. [Retorna]

[2] No relato que consta do Vinaya, eles se suicidam e matam uns aos outros e pedem a um errante que os mate. O comentário adiciona que nenhum dos nobres matou, ou ordenou que matassem, ou consentiu que matassem; foram apenas os bhikkhus mundanos que assim fizeram. [Retorna]

[3] A descrição completa da prática da atenção plena na respiração pode ser encontrada no MN 118.15. [Retorna]

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 6 Abril 2013

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.