Samyutta Nikaya LIII.6

Chatthapacinaninna Sutta

Declivando para o Oceano

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


“Bhikkhus, há esses quatro jhanas. Quais quatro? Neste caso, bhikkhus, afastado dos prazeres sensuais, afastado das qualidades não hábeis, um bhikkhu entra e permanece no primeiro jhana, que é acompanhado pelo pensamento aplicado e sustentado, com o êxtase e felicidade nascidos do afastamento. Silenciando o pensamento aplicado e sustentado, um bhikkhu entra e permanece no segundo jhana, que é acompanhado pela autoconfiança e unicidade da mente sem o pensamento aplicado e sustentado, com o êxtase e felicidade nascidos da concentração. Com o desaparecer do êxtase, um bhikkhu permanece com a equanimidade, plenamente atento e plenamente consciente, ainda sentindo felicidade no corpo, ele entra e permanece no terceiro jhana, acerca do qual os nobres declaram: ‘Possui uma estada feliz aquele que é equânime e plenamente atento.’ Com o abandono da felicidade e do sofrimento, e com o anterior desaparecimento da alegria e tristeza, um bhikkhu entra e permanece no quarto jhana, que possui nem felicidade, nem sofrimento e a atenção plena purificada devido à equanimidade. Esses são os quatro jhanas.

“Bhikkhus, como o rio Gânges decliva, tende e se inclina na direção do oceano, um bhikkhu que desenvolve e cultiva os quatro jhanas também decliva, tende e se inclina na direção de Nibbana.[1]

“E como, bhikkhus, um bhikkhu desenvolve e cultiva os quatro jhanas para ele declivar, tender e se inclinar na direção de Nibbana? Neste caso, bhikkhus, afastado dos prazeres sensuais, afastado das qualidades não hábeis, um bhikkhu entra e permanece no primeiro jhana ... no segundo jhana ... no terceiro jhana ... no quarto jhana.

“É dessa forma, bhikkhus, que um bhikkhu desenvolve e cultiva os quatro jhanas para ele declivar, tender e se inclinar na direção de Nibbana.”

 


 

Notas:

[1] Veja o sutta paralelo a este no SN LI.38. [Retorna]

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 16 Abril 2005

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.