Itivuttaka 90

Aggappasada Sutta

Objetos de Pasada

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


Isto foi dito pelo Abençoado, dito pelo Arahant, assim ouvi: “Há esses três objetos supremos para a perfeita claridade, serenidade e confiança. Quais três?

“Entre todos os seres que possam existir – sem patas, com duas patas, quatro patas, muitas patas; com forma ou sem forma; perceptivos, não perceptivos, nem perceptivos nem não perceptivos – o Tathagata, um arahant, perfeitamente iluminado, é considerado supremo. Aqueles que confiam no Iluminado confiam naquilo que é supremo; e para aqueles que confiam no que é supremo, supremo será o resultado. [1]

“Entre todos os fenômenos que são condicionados ou incondicionados, o desapego é declarado como supremo dentre todos, isto é, subjugar a presunção, remover as impurezas, remover a permanência, [2] interromper o ciclo, destruir o desejo, desapego, cessação, nibbana. Aqueles que confiam no Dhamma confiam naquilo que é supremo e para aqueles que confiam no que é supremo, supremo será o resultado.

“Entre todas as comunidades ou grupos que possam haver, a Sangha dos discípulos do Tathagata é considerada suprema – isto é, os quatro [grupos dos nobres discípulos] quando tomados como pares, os oito quando tomados como indivíduos. Aqueles que confiam na Sangha confiam naquilo que é supremo; e para aqueles que confiam no que é supremo, supremo será o resultado.

“Esses, bhikkhus, são os três objetos supremos para a perfeita claridade, serenidade e confiança.”

Com perfeita claridade, serenidade e confiança,
compreendendo que o Dhamma supremo
é supremo;
perfeita claridade, serenidade e confiança no supremo Buda,
insuperável
merecedor de oferendas;
perfeita claridade, serenidade e confiança no supremo Dhamma,
a calma do desapego,
bem-aventurança;
perfeita claridade, serenidade e confiança na suprema Sangha,
insuperável
como um campo de mérito;
tendo dado oferendas para o que é supremo,
ele desenvolve mérito supremo,
vida longa e beleza,
fama, honra,
felicidade e poder.

Tendo dado para aquilo que é supremo,
a pessoa sábia, centrada
no supremo Dhamma,
quer seja tornando-se um ser divino ou humano,
se alegra,
tendo realizado aquilo que é supremo.

 


 

Notas:

[1] Possibilitando que alguém siga o nobre caminho e assim alcance a libertação. [Retorna]

[2] Alayasamugghato: alaya pode ser interpretado como: moradia, residência, permanência, lugar para pousar (como no caso de aves), ou também pode ser interpretado como: sede, desejo, apego. Samugghata significa remoção, erradicação.

No Dhammacakkapavattana Sutta a nobre verdade da cessação do sofrimento é descrita como caga, patinissagga, mutti, analaya, em que analaya foi interpretado por Ajaan Brahm como "nada gruda ou se estabelece na mente".

Na tradução para o inglês a interpretação para alayasamugghato foi "remoção da sede". [Retorna]

 

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 3 Novembro 2012

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.