Anguttara Nikaya VII.44

Sattaviññanatthiti Sutta

Sete Estações da Consciência

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


"Bhikkhus, há essas sete estações para a consciência. [1] Quais sete?

(1) "Bhikkhus, há seres que são distintos no corpo e distintos na percepção, como os seres humanos, alguns devas, e alguns seres nos mundos inferiores. Essa é a primeira estação para a consciência. [2]

(2) "Há seres que são distintos no corpo mas idênticos na percepção, como os devas na companhia de Brahma que renascem através do primeiro jhana. Essa é a segunda estação para a consciência. [3]

(3) "Há seres que são idênticos no corpo mas distintos na percepção, como os devas que emanam radiância. Essa é a terceira estação para a consciência. [4]

(4) "Há seres que são idênticos no corpo e idênticos na percepção, como os devas da glória refulgente. Essa é a quarta estação para a consciência. [5]

(5) "Há seres que com a completa superação das percepções da forma, com o desaparecimento das percepções do contato sensorial, sem dar atenção às percepções da diversidade, [percebendo] o ‘espaço é infinito,’ pertencem à base do espaço infinito. Essa é a quinta estação para a consciência.

(6) "Há seres que com a completa superação da base do espaço infinito, [percebendo] 'a consciência é infinita,' pertencem à base da consciência infinita. Essa é a sexta estação para a consciência.

(7) "Há seres que com a completa superação da base da consciência infinita, [percebendo] ‘não há nada,’ pertencem à base do nada. Essa é a sétima estação para a consciência.

"Essas, bhikkhus, são as sete estações para a consciência."

 


Notas:

[1] Viññanatthitiyo é usada com um sentido diferente do SN XXII.54 no qual os quatro viññanatthitiyo são os quatro agregados que servem de suporte para viññana. Neste sutta viññanatthitiyo se refere a mundos de renascimento. [Retorna]

[2] Os comentários explicam que "os seres humanos são distintos no corpo porque não há duas pessoas cujos corpos sejam exatamente idênticos. Eles são distintos na percepção porque em alguns casos a percepção de renascimento pode ter três raízes, em outras duas, e ainda outros sem nenhuma raiz. Os devas mencionados são aqueles dos seis mundos do reino da esfera sensual. Os seres nos mundos inferiores são certos yakkhas e espíritos fora dos estados de privação." [Retorna]

[3] Os comentários explicam que "esses são os devas do cortejo de Brahma, os ministros de Brahma e os grandes Brahmas. Os seus corpos são distintos em difusão de acordo com o seu respectivo nível, mas a sua percepção é a mesma pois todos têm a percepção relativa ao primeiro jhana. Os seres nos quatro mundos inferiores também fazem parte desse grupo . Os seus corpos são distintos, mas todos possuem uma percepção de renascimento que é resultante insalubre sem raiz." [Retorna]

[4] Os comentários explicam que "os devas que emanam radiância (abhassara deva) representam todas as três classes de devas que fazem parte do segundo jhana: paritthaba deva, appamanabha deva, abhassara deva. Em cada plano os seus corpos são idênticos tendo a mesma difusão, mas a sua percepção é diferente em que alguns não possuem o pensamento aplicado mas retêm o pensamento sustentado, enquanto que outros não possuem o pensamento aplicado e o pensamentos sustentado." [Retorna]

[5] Os comentários explicam que "os devas da glória refulgente (subhakinna deva) são idênticos no corpo e também na percepção porque todos possuem a percepção relativa ao quarto jhana." [Retorna]

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 29 Junho 2013

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.