Anguttara Nikaya VII.15

Udakupama Sutta

O Símile da Água

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


“Bhikkhus, há sete tipos de pessoas que podem ser encontradas no mundo. Quais sete?

“Há o caso em que um indivíduo afunda e permanece afundado. Há o caso em que um indivíduo, vem para a superfície, mas afunda novamente. Há o caso em que um indivíduo, vem para a superfície, e ali permanece. Há o caso em que um indivíduo, vem para a superfície, abre os olhos e vê à sua volta. Há o caso em que um indivíduo, vem para a superfície, e sai nadando. Há o caso em que um indivíduo, vem para a superfície, e consegue um apoio. Há o caso em que um indivíduo, vem para a superfície, atravessa, alcança a outra margem, seguro em terra firme, um brâmane. [1]

“E como um indivíduo afunda e permanece afundado? É o caso em que um indivíduo está dotado exclusivamente com qualidades prejudiciais, inábeis. Assim é como um indivíduo afunda e permanece afundado. [2]

“E como um indivíduo, vem para a superfície, mas afunda novamente? É o caso em que um indivíduo, vem para a superfície, [e vê] ‘A convicção nas qualidades hábeis é benéfica, a vergonha de cometer transgressões é benéfica, o temor de cometer transgressões é benéfico, a energia é benéfica, a atenção plena é benéfica, a concentração é benéfica, a sabedoria com relação às qualidades hábeis é benéfica.’ Mas a sua convicção nem permanece e tampouco se desenvolve, mas simplesmente declina. A sua vergonha ... , o seu temor ... , a sua energia ... , a sua atenção plena ... , a sua concentração ... , a sua sabedoria nem permanece e tampouco se desenvolve, mas simplesmente declina. Assim é como um indivíduo, vem para a superfície, mas afunda novamente. [3]

“E como um indivíduo, vem para a superfície, e ali permanece? É o caso em que um indivíduo, vem para a superfície, [e vê] ‘A convicção nas qualidades hábeis é benéfica, a vergonha de cometer transgressões é benéfica, o temor de cometer transgressões é benéfico, a energia é benéfica, a atenção plena é benéfica, a concentração é benéfica, a sabedoria com relação às qualidades hábeis é benéfica.’ A sua convicção não declina, mas ao invés disso permanece e se desenvolve. A sua vergonha ... , o seu temor ... , a sua energia ... , a sua atenção plena ... , a sua concentração ... , a sua sabedoria não declina, mas ao invés disso permanece e se desenvolve. Assim é como um indivíduo, vem para a superfície, e ali permanece. [4]

“E como um indivíduo, vem para a superfície, abre os olhos e vê à sua volta? É o caso em que um indivíduo, vem para a superfície, [e vê] ‘A convicção nas qualidades hábeis é benéfica, a vergonha de cometer transgressões é benéfica, o temor de cometer transgressões é benéfico, a energia é benéfica, a atenção plena é benéfica, a concentração é benéfica, a sabedoria com relação às qualidades hábeis é benéfica.’ Com a destruição de três grilhões, ele se tornou aquele que entrou na correnteza, não mais destinado aos mundos inferiores, com o destino fixo, ele tem a iluminação como destino. Assim é como um indivíduo, vem para a superfície, abre os olhos e vê à sua volta. [5]

“E como um indivíduo, vem para a superfície, e sai nadando? É o caso em que um indivíduo, vem para a superfície, [e vê] ‘A convicção nas qualidades hábeis é benéfica, a vergonha de cometer transgressões é benéfica, o temor de cometer transgressões é benéfico, a energia é benéfica, a atenção plena é benéfica, a concentração é benéfica, a sabedoria com relação às qualidades hábeis é benéfica.’ Com a destruição de três grilhões e com a atenuação da cobiça, raiva e delusão, ele se tornou aquele que retorna uma vez, retornando uma vez a este mundo para dar um fim ao sofrimento. Assim é como um indivíduo, vem para a superfície, e sai nadando. [6]

“E como um indivíduo, vem para a superfície, e consegue um apoio? É o caso em que um indivíduo, vem para a superfície, [e vê] ‘A convicção nas qualidades hábeis é benéfica, a vergonha de cometer transgressões é benéfica, o temor de cometer transgressões é benéfico, a energia é benéfica, a atenção plena é benéfica, a concentração é benéfica, a sabedoria com relação às qualidades hábeis é benéfica.’ Com a destruição dos cinco primeiros grilhões, ele reaparece espontaneamente [nas Moradas Puras] e lá irá realizar o parinibbana sem nunca mais retornar daquele mundo. Assim é como um indivíduo, vem para a superfície, e consegue um apoio. [7]

“E como um indivíduo, vem para a superfície, atravessa, alcança a outra margem, seguro em terra firme, um brâmane? É o caso em que um indivíduo, vem para a superfície, [e vê] ‘A convicção nas qualidades hábeis é benéfica, a vergonha de cometer transgressões é benéfica, o temor de cometer transgressões é benéfico, a energia é benéfica, a atenção plena é benéfica, a concentração é benéfica, a sabedoria com relação às qualidades hábeis é benéfica.’ Realizando por si mesmo através do conhecimento direto, aqui e agora, ele entra e permanece na libertação da mente e libertação através da sabedoria que são imaculadas com a destruição de todas as impurezas. Assim é como um indivíduo, vem para a superfície, atravessa, alcança a outra margem, seguro em terra firme, um brâmane.

“Essas são os sete tipos de pessoas que podem ser encontradas no mundo.”

 


Notas:

[1] Ajaan Brahm no seu livro Mindfulness, Bliss, and Beyond ilustra esse símile com a imagem de sete náufragos. As notas que seguem são de Ajaan Brahm. [Retorna]

[2] Isto representa alguém que praticou muito kamma ruim e que com a morte afunda diretamente para os mundos inferiores. [Retorna]

[3] Isto representa alguém que tinha essas qualidades mas as perdeu devido ao descuido com a prática. Vergonha de cometer transgressões e temor de cometer transgressões - hiri-ottappa. [Retorna]

[4] Isto representa alguém que mantém as sete qualidades. Ele mantém, por assim dizer, a cabeça fora da água apesar dos altos e baixos da vida. [Retorna]

[5] Ele vê a segurança da outra margem – nibbana. [Retorna]

[6] Aquele que retorna uma vez sai nadando em direção à outra margem - nibbana. [Retorna]

[7] Para aquele que não retorna, a outra margem está tão próxima como se ele pudesse sair caminhando pela água. [Retorna]

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 14 Novembro 2009

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.