Anguttara Nikaya VI.58

Asava Sutta

Impurezas

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


"Bhikkhus, possuindo seis qualidades, um bhikkhu é merecedor de dádivas, merecedor de hospitalidade, merecedor de oferendas, merecedor de saudações com reverência, um campo inigualável de mérito para o mundo. Quais seis? Aqui, pelo autocontrole um bhikkhu abandonou aquelas impurezas que devem ser abandonadas pelo autocontrole; pelo uso um bhikkhu abandonou aquelas impurezas que devem ser abandonadas pelo uso; pela paciência um bhikkhu abandonou aquelas impurezas que devem ser abandonadas pela paciência; evitando um bhikkhu abandonou aquelas impurezas que devem ser abandonadas evitando; pela remoção um bhikkhu abandonou aquelas impurezas que devem ser abandonadas pela remoção; pela meditação um bhikkhu abandonou aquelas impurezas que devem ser abandonadas pela meditação.

(1) "Quais impurezas, bhikkhus, devem ser abandonadas pelo autocontrole, que foram abandonadas pelo autocontrole? Neste caso um bhikkhu, refletindo de maneira sábia, permanece com a faculdade do olho controlada. Enquanto que impurezas, aflição e febre podem surgir naquele que permanece com a faculdade do olho sem controle, não existem impurezas, aflição e febre naquele que permanece com a faculdade do olho controlada. Refletindo de maneira sábia ele permanece com a faculdade do ouvido controlada ... com a faculdade do nariz controlada ... com a faculdade da língua controlada ... com a faculdade do corpo controlada ... com a faculdade da mente controlada ... Enquanto que impurezas, aflição e febre podem surgir naquele que permanece com a faculdade da mente sem controle, não existem impurezas, aflição e febre naquele que permanece com a faculdade da mente controlada. Essas são chamadas as impurezas que devem ser abandonadas pelo autocontrole.

(2) “Quais impurezas, bhikkhus, devem ser abandonadas pelo uso, que foram abandonadas pelo uso? Neste caso um bhikkhu, refletindo de maneira sábia, usa o seu manto somente para proteção do frio, para proteção do calor, para proteção das moscas, mosquitos, vento, sol e criaturas rastejantes e somente com o propósito de ocultar as partes íntimas.

“Refletindo de maneira sábia, ele não usa os alimentos esmolados nem para diversão nem para embriaguez, tampouco com o objetivo de embelezamento e para ser mais atraente, somente com o propósito de manter a resistência e continuidade desse corpo, como forma de dar um fim ao desconforto e para auxiliar a vida santa, considerando: ‘Dessa forma darei um fim às antigas sensações (de fome) sem despertar novas sensações (de comida em excesso) e serei saudável e sem culpa e viverei em comodidade.’”

“Refletindo de maneira sábia, ele usa a sua moradia somente para proteção do frio, para proteção do calor, para proteção do contato com moscas, mosquitos, vento, sol e criaturas rastejantes e somente com o propósito de evitar os perigos do clima e para desfrutar do isolamento.

"Refletindo de maneira sábia, ele usa medicamentos somente para proteção contra sensações aflitivas que já surgiram e para se beneficiar da boa saúde.

“Enquanto que impurezas, aflição e febre podem surgir naquele que não satisfaz as suas necessidades desta forma, não existem impurezas, aflição e febre naquele que as satisfaz desta forma. Essas são chamadas as impurezas que devem ser abandonadas pelo uso.

(3) “Quais impurezas, bhikkhus, devem ser abandonadas pela paciência, que foram abandonadas pela paciência? Neste caso um bhikkhu, refletindo de maneira sábia, agüenta o frio e o calor, fome e sede, o contato com moscas, mosquitos, vento, sol e criaturas rastejantes; ele agüenta palavras ditas de forma grosseira, desagradável e sensações no corpo que são dolorosas, penetrantes, torturantes, desagradáveis, perigosas, e que ameaçam a vida. Enquanto que impurezas, aflição e febre podem surgir naquele que não agüenta essas coisas, não existem impurezas, aflição e febre naquele que as agüenta. Essas são chamadas as impurezas que devem ser abandonadas com a paciência.

(4) “Quais impurezas, bhikkhus, devem ser abandonadas evitando, que foram abandonadas evitando? Neste caso, um bhikkhu refletindo de maneira sábia, evita um elefante selvagem, um cavalo selvagem, um touro selvagem, um cão selvagem, uma cobra, caminhos irregulares e espinhosos, um precipício, um penhasco, uma fossa, um esgoto. Refletindo de maneira sábia, ele evita sentar-se em assentos inadequados, vagar por lugares inadequados, associar-se a más companhias pois se ele assim o fizesse os companheiros sábios na vida santa poderiam suspeitar que a sua conduta fosse má. Enquanto que impurezas, aflição e febre podem surgir naquele que não evita essas coisas, não existem impurezas, aflição e febre naquele que as evita. Essas são chamadas as impurezas que devem ser abandonadas evitando.

(5) “Quais impurezas, bhikkhus, devem ser abandonadas pela remoção, que foram abandonadas pela remoção? Neste caso um bhikkhu, refletindo de maneira sábia, não tolera um pensamento de desejo sensual que tenha surgido; ele o abandona, o remove, o elimina, o aniquila. Ele não tolera um pensamento de má vontade que tenha surgido ... Ele não tolera um pensamento de crueldade ... Ele não tolera estados ruins e prejudiciais que tenham surgido; ele os abandona, os remove, os elimina, os aniquila. Enquanto que impurezas, aflição e febre podem surgir naquele que não remove esses pensamentos, não existem impurezas, aflição e febre naquele que os remove. Essas são chamadas as impurezas que devem ser abandonadas pela remoção.

(6) Quais impurezas, bhikkhus, devem ser abandonadas pela meditação, que foram abandonadas pela meditação? Neste caso um bhikkhu, com sabedoria intenciona o fator da iluminação da atenção plena, que tem como base o afastamento, desapego e cessação que amadurece no abandono, intenciona o fator da iluminação da investigação dos fenômenos ... o fator da iluminação da energia ... o fator da iluminação do êxtase ... o fator da iluminação da tranquilidade ... o fator da iluminação da concentração ... o fator da iluminação da equanimidade que tem como base o afastamento, desapego e cessação que amadurece no abandono. Enquanto que impurezas, aflição e febre podem surgir naquele que não desenvolve esses fatores da iluminação, não existem impurezas, aflição e febre naquele que os desenvolve. Essas são chamadas as impurezas que devem ser abandonadas com a meditação.

"Possuindo essas seis qualidades um bhikkhu é merecedor de dádivas, merecedor de hospitalidade, merecedor de oferendas, merecedor de saudações com reverência, um campo inigualável de mérito para o mundo."

 


>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 4 Maio 2013

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.