Anguttara Nikaya VI.49

Khema Sutta

Com Khema

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


Certa ocasião o Abençoado estava em Savatthi, no Bosque de Jeta, no Parque de Anathapindika. E naquela ocasião o Venerável Khema e o Venerável Sumana estavam em Savatthi no Bosque do Cego. Então o Venerável Khema e o Venerável Sumana foram até o Abençoado e depois de cumprimentá-lo sentaram a um lado e o Venerável Khema disse para o Abençoado, “Quando um bhikkhu é um arahant, que destruiu as impurezas, viveu a vida santa, fez o que devia ser feito, depôs o fardo, alcançou o verdadeiro objetivo, destruiu os grilhões da existência e está completamente libertado através do conhecimento supremo – o pensamento não lhe ocorre que ‘Há alguém melhor do que eu,’ ou que ‘Há alguém igual a mim,’ ou que ‘Há alguém pior do que eu.’” Isso foi o que disse o Venerável Khema, e o Mestre aprovou. Percebendo que “O Mestre me aprovou,” o Venerável Khema levantou do seu assento e depois de homenagear o Abençoado, mantendo-o à sua direita, partiu.

Então o Venerável Sumana, não muito tempo depois do Venerável Khema ter partido, disse para o Abençoado, “Quando um bhikkhu é um arahant, que destruiu as impurezas, viveu a vida santa, fez o que devia ser feito, depôs o fardo, alcançou o verdadeiro objetivo, destruiu os grilhões da existência e está completamente libertado através do conhecimento supremo – o pensamento não lhe ocorre que ‘Não há ninguém melhor do que eu,’ ou que ‘Não há ninguém igual a mim,’ ou que ‘Não há ninguém pior do que eu.’” Isso foi o que disse o Venerável Sumana, e o Mestre aprovou. Percebendo que “O Mestre me aprovou,” o Venerável Sumana levantou do seu assento e depois de homenagear o Abençoado, mantendo-o à sua direita, partiu.

Então o Abençoado, não muito tempo depois do Venerável Khema e do Venerável Sumana terem partido, disse para os bhikkhus, “Bhikkhus, assim é como os membros de um clã declaram o conhecimento supremo. O significado [do conhecimento] é dito, mas sem a alusão a um eu. No entanto há algumas pessoas tolas que declaram o conhecimento supremo como se fosse por brincadeira. Mas depois elas enfrentarão problemas por isso.”

Não como superior, inferior, ou igual,
eles referem a si mesmos.
Com o nascimento destruído,
livre dos grilhões,
eles vivem a vida santa.”

 


>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 7 Fevereiro 2009

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.