Anguttara Nikaya VI.37

Chalangadana Sutta

Generosidade com Seis Fatores

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


Em certa ocasião o Abençoado estava em Savathi, no Bosque de Jeta, no Parque de Anathapindika. Agora naquela ocasião a discípula leiga Velukantaki Nandamata estava preparando uma oferenda com seis fatores para a Sangha dos bhikkhus liderada por Sariputta e Moggallana. Com o olho divino que é purificado e sobrepuja o humano, o Abençoado viu a discípula leiga Velukantaki Nandamata preparando a oferenda e ele então se dirigiu aos bhikkhus:

"Bhikkhus, a discípula leiga Velukantaki Nandamata está preparando uma oferenda com seis fatores para a Sangha dos bhikkhus liderada por Sariputta e Moggallana. E como uma oferenda possui seis fatores? Aqui, o doador possui três fatores e os recipientes possuem três fatores.

"Quais são os três fatores do doador? (1) O doador sente alegria antes de dar; (2) ele tem uma mente tranquila ao dar; e (3) a sua mente se delicia depois de dar. Esses são os três fatores do doador.

"Quais são os três fatores dos recipientes? Aqui, (4) os recipientes estão desprovidos de cobiça ou praticam para a remoção da cobiça; (5) eles estão desprovidos de raiva ou praticam para a remoção da raiva; (6) eles estão desprovidos de delusão ou praticam para a remoção da delusão. Esses são os três fatores dos recipientes.

"Assim o doador possui três fatores e os recipientes possuem três fatores. Desse modo a oferenda possui seis fatores. Não é fácil calcular o mérito de uma oferenda dessas assim: 'Tanto assim é essa fonte de méritos, fonte daquilo que é benéfico, alimento da felicidade, celestial, que resulta na felicidade, conduz ao paraíso, conduz ao que é desejável, prazeroso e almejado, para o bem-estar e a felicidade'; ao invés disso é considerado simplesmente como uma grande massa de mérito incalculável, imensurável. Bhikkhus, tal como não é fácil medir a água no grande oceano assim: 'Há tantos litros de água,' ou 'Há tantas centenas de litros de água,' ou 'Há tantos milhares de litros de água,' mas ao invés disso é considerado simplesmente como uma grande massa de água incalculável, imensurável; assim também, não é fácil calcular o mérito de uma oferenda dessas ... ao invés disso é considerado simplesmente como uma grande massa de mérito incalculável, imensurável."

Antes de dar há alegria;
enquanto dá a mente está tranquila;
depois de dar a mente se delicia:
esse é o êxito na generosidade.

Desprovidos da cobiça e da raiva,
desprovidos da delusão, sem impurezas,
com auto-controle, vivendo a vida santa,
o campo de méritos está completo.

Tendo se purificado [1]
e dado com as próprias mãos,
a generosidade produz muitos frutos
para si mesmo e em relação aos outros.

Tendo sido generoso
com a mente livre da avareza,
a pessoa sábia, rica em fé,
renasce num destino feliz, num mundo sem aflições.

 


Notas:

[1] Os comentários explicam isto de forma literal: lavar as mãos, os pés e a boca.

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 4 Maio 2013

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.