Anguttara Nikaya VI.10

Mahanama Sutta

Mahanama

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


Em certa ocasião o Abençoado estava com os Sakyas em Kapilavatthu no Parque da Figueira-de-bengala. Então o Sakya Mahanama foi até o Abençoado e depois de cumprimentá-lo, sentou a um lado e disse:

"Venerável senhor, como permanece com frequência um nobre discípulo que tenha obtido o fruto e compreendido os ensinamentos?" [1]

"Mahanama, um nobre discípulo que tenha obtido o fruto e compreendido os ensinamentos permanece com frequência desta forma:

(1) "Aqui, Mahanama, um nobre discípulo se recorda [2] do Tathagata assim: 'O Abençoado é um arahant, perfeitamente iluminado, consumado no verdadeiro conhecimento e conduta, bem-aventurado, conhecedor dos mundos, um líder insuperável de pessoas preparadas para serem treinadas, mestre de devas e humanos, desperto, sublime.' Quando um nobre discípulo se recorda do Tathagata, nessa ocasião a sua mente não está obcecada pela cobiça, raiva, ou delusão; nessa ocasião a sua mente seguirá firme, baseada no Thathagata. Um nobre discípulo cuja mente segue firme obtém inspiração do significado, obtém inspiração do Dhamma, obtém satisfação do Dhamma. Estando satisfeito, o êxtase surge nele; naquele que está em êxtase, o corpo fica calmo; naquele, cujo corpo está calmo, sente felicidade; naquele que sente felicidade, a mente fica concentrada. Ele é chamado um nobre discípulo que permanece equilibrado em meio a uma população desequilibrada, que permanece sem aflição em meio a uma população aflita. [3] Aquele que entrou na correnteza do Dhamma desenvolve a recordação do Buda. [4]

(2) Novamente, Mahanama, um nobre discípulo se recorda do Dhamma assim: ' O Dhamma é bem proclamado pelo Abençoado, visível no aqui e agora, com efeito imediato, que convida ao exame, que conduz para adiante, para ser experimentado pelos sábios por eles mesmos.' Quando um nobre discípulo se recorda do Dhamma, nessa ocasião a sua mente não está obcecada pela cobiça, raiva, ou delusão; nessa ocasião a sua mente seguirá firme, baseada no Dhamma. Um nobre discípulo cuja mente segue firme obtém inspiração do significado, obtém inspiração do Dhamma, obtém satisfação do Dhamma. Estando satisfeito, o êxtase surge nele; naquele que está em êxtase, o corpo fica calmo; naquele, cujo corpo está calmo, sente felicidade; naquele que sente felicidade, a mente fica concentrada. Ele é chamado um nobre discípulo que permanece equilibrado em meio a uma população desequilibrada, que permanece sem aflição em meio a uma população aflita. Aquele que entrou na correnteza do Dhamma desenvolve a recordação do Dhamma.

(3) Novamente, Mahanama, um nobre discípulo se recorda da Sangha assim: 'A Sangha dos discípulos do Abençoado pratica o bom caminho, pratica o caminho reto, pratica o caminho verdadeiro, pratica o caminho adequado, isto é, os quatro pares de pessoas, os oito tipos de indivíduos; esta Sangha dos discípulos do Abençoado é merecedora de dádivas, merecedora de hospitalidade, merecedora de oferendas, merecedora de saudações com reverência, um campo inigualável de mérito para o mundo.' Quando um nobre discípulo se recorda da Sangha, nessa ocasião a sua mente não está obcecada pela cobiça, raiva, ou delusão; nessa ocasião a sua mente seguirá firme, baseada na Sangha. Um nobre discípulo cuja mente segue firme obtém inspiração do significado, obtém inspiração do Dhamma, obtém satisfação do Dhamma. Estando satisfeito, o êxtase surge nele; naquele que está em êxtase, o corpo fica calmo; naquele, cujo corpo está calmo, sente felicidade; naquele que sente felicidade, a mente fica concentrada. Ele é chamado um nobre discípulo que permanece equilibrado em meio a uma população desequilibrada, que permanece sem aflição em meio a uma população aflita. Aquele que entrou na correnteza do Dhamma desenvolve a recordação da Sangha.

(4) Novamente, Mahanama, um nobre discípulo se recorda do seu próprio comportamento virtuoso como intacto, não-lacerado, imaculado, não-matizado, libertador, elogiado pelos sábios, desapegado, que conduz à concentração. Quando um nobre discípulo se recorda do seu próprio comportamento virtuoso, nessa ocasião a sua mente não está obcecada pela cobiça, raiva, ou delusão; nessa ocasião a sua mente seguirá firme, baseada no comportamento virtuoso. Um nobre discípulo cuja mente segue firme obtém inspiração do significado, obtém inspiração do Dhamma, obtém satisfação do Dhamma. Estando satisfeito, o êxtase surge nele; naquele que está em êxtase, o corpo fica calmo; naquele, cujo corpo está calmo, sente felicidade; naquele que sente felicidade, a mente fica concentrada. Ele é chamado um nobre discípulo que permanece equilibrado em meio a uma população desequilibrada, que permanece sem aflição em meio a uma população aflita. Aquele que entrou na correnteza do Dhamma desenvolve a recordação do seu próprio comportamento virtuoso.

(5) Novamente, Mahanama, um nobre discípulo se recorda da sua própria generosidade assim: 'É deveras um ganho, um grande ganho que numa população obcecada com a mácula da avareza, eu permaneça em casa com uma mente desprovida da mácula da avareza, espontaneamente generoso, mão aberta, deliciando-me com a renúncia, devotado à caridade, deliciando-me em dar e compartir.' Quando um nobre discípulo se recorda da sua própria generosidade, nessa ocasião a sua mente não está obcecada pela cobiça, raiva, ou delusão; nessa ocasião a sua mente seguirá firme, baseada no comportamento virtuoso. Um nobre discípulo cuja mente segue firme obtém inspiração do significado, obtém inspiração do Dhamma, obtém satisfação do Dhamma. Estando satisfeito, o êxtase surge nele; naquele que está em êxtase, o corpo fica calmo; naquele, cujo corpo está calmo, sente felicidade; naquele que sente felicidade, a mente fica concentrada. Ele é chamado um nobre discípulo que permanece equilibrado em meio a uma população desequilibrada, que permanece sem aflição em meio a uma população aflita. Aquele que entrou na correnteza do Dhamma desenvolve a recordação da sua própria generosidade.

(6) Novamente, Mahanama, um nobre discípulo se recorda dos devas assim: 'Há os devas dos Quatro Grandes Reis, os devas do Trinta e três, os devas de Yama, os devas de Tusita, os devas que se deliciam com a criação, os devas que possuem poderes sobre a criação dos outros, os devas do cortejo de Brahma, os devas que estão mais além. Seja qual for a convicção com a qual eles estiveram dotados pela qual - ao falecer desta vida - eles ressurgiram lá, o mesmo tipo de convicção está presente em mim também. Seja qual for a virtude com a qual eles estiveram dotados pela qual - ao falecer desta vida - eles ressurgiram lá, o mesmo tipo de virtude está presente em mim também. Seja qual for o aprendizado com o qual eles estiveram dotados pelo qual - ao falecer desta vida - eles ressurgiram lá, o mesmo tipo de aprendizado está presente em mim também. Seja qual for a generosidade com a qual eles estiveram dotados pela qual - ao falecer desta vida - eles ressurgiram lá, o mesmo tipo de generosidade está presente em mim também. Seja qual for a sabedoria com a qual eles estiveram dotados pela qual - ao falecer desta vida - eles ressurgiram lá, o mesmo tipo de sabedoria está presente em mim também.' Em todos os momentos em que um nobre discípulo estiver se recordando da convicção, virtude, aprendizado, generosidade e sabedoria encontrado tanto nele como nos devas, nessa ocasião a sua mente não está obcecada pela cobiça, raiva, ou delusão; nessa ocasião a sua mente seguirá firme, baseada nos devas. Um nobre discípulo cuja mente segue firme obtém inspiração do significado, obtém inspiração do Dhamma, obtém satisfação do Dhamma. Estando satisfeito, o êxtase surge nele; naquele que está em êxtase, o corpo fica calmo; naquele, cujo corpo está calmo, sente felicidade; naquele que sente felicidade, a mente fica concentrada. Ele é chamado um nobre discípulo que permanece equilibrado em meio a uma população desequilibrada, que permanece sem aflição em meio a uma população aflita. Aquele que entrou na correnteza do Dhamma desenvolve a recordação dos devas.

"Mahanama, um nobre discípulo que tenha obtido o fruto e compreendido os ensinamentos permanece com frequência desta forma."

 


Notas:

[1] Os comentários explicam que a pergunta se refere ao que entrou na correnteza (sotapanna). [Retorna]

[2] Recordar-se é anussarati em pali. [Retorna]

[3] Os comentários explicam que ele "desfruta da paz e tranquilidade em meio aos seres que se tornaram desequilibrados devido à cobiça, raiva, e delusão." [Retorna]

[4] Dhammasota, a correnteza do Dhamma, que no SN LV.5 é dito ser o Nobre Caminho Óctuplo. [Retorna]

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 9 Maio 2014

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.