Anguttara Nikaya IV.22

Uruvela Sutta (2)

Uruvela (2)

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


"Bhikkhus, certa ocasião, eu estava em Uruvela às margens do rio Neranjara ao pé da figueira-dos-pagodes, pouco tempo depois de ter alcançado a perfeita iluminação. Então, um número de brâmanes velhos, com a idade avançada, atribulados pelos anos, avançados na vida, tendo chegado ao último estágio, vieram até mim e depois da troca de saudações corteses e amáveis, sentaram a um lado e disseram:

"Nós ouvimos mestre Gotama: 'O contemplativo Gotama não presta homenagem aos brâmanes que são velhos, com a idade avançada, atribulados pelos anos, avançados na vida, já no último estágio, nem que ele se levanta ou lhes oferece um assento.' Isto de fato é verdade, pois o mestre Gotama não presta homenagem aos brâmanes que são velhos, com a idade avançada, atribulados pelos anos, avançados na vida, já no último estágio, nem que ele se levanta ou lhes oferece um assento. Isso não é bom, mestre Gotama."

"Então o pensamento me ocorreu: Esses veneráveis não sabem o que é um ancião ou quais são as qualidades que caracterizam um ancião. Muito embora alguém seja velho - oitenta, noventa, ou cem anos - se ele falar na hora imprópria, disser mentiras, falar o que não traz benefício, falar em contrário ao Dhamma e a Disciplina, se no momento inapropriado ele disser palavras que são inúteis, irracionais, dispersas, que não trazem benefício, então, ele é reconhecido como um ancião tolo [infantil].

"Mas mesmo que alguém seja jovem, com o cabelo negro, dotado com as bênçãos da juventude, no primeiro estágio da vida, se ele falar na hora apropriada, disser a verdade, falar o que traz benefício, falar de acordo com Dhamma e a Disciplina, se no momento apropriado ele disser palavras que são dignas de serem guardadas, racionais, sucintas, que trazem benefício, então, ele é reconhecido como um ancião sábio.

"Bhikkhus, há essas quatro qualidades que caracterizam um ancião. Quais quatro?

(1) "Aqui, um bhikkhu é virtuoso. Ele permanece contido de acordo com o Patimokkha, perfeito na conduta e na sua esfera de atividades. Temendo a menor falha, ele treina adotando os preceitos de virtude.

(2) "Ele aprendeu muito, se recorda daquilo que aprendeu e consolida aquilo que aprendeu. Aqueles ensinamentos que são admiráveis no início, admiráveis no meio, admiráveis no final, com o correto significado e fraseado e que revelam uma vida santa que é completamente perfeita e imaculada – ensinamentos como esses ele os aprendeu bem, se recorda, domina com a linguagem, investigou com a mente e penetrou corretamente com o entendimento.

(3) "Ele obtém de acordo com a sua vontade, sem problemas ou dificuldades, os quatro jhanas que constituem a mente superior e que proporcionam uma estada prazerosa aqui e agora.

(4) "Com a eliminação das impurezas mentais, ele permanece em um estado livre de impurezas com a libertação da mente e a libertação através da sabedoria, tendo conhecido e manifestado isso para si mesmo no aqui e agora.

"Essas são as quatro qualidades que caracterizam um ancião."

O tolo com a mente inquieta
que tagarela muito,
os pensamentos inconstantes,
que se delicia com os ensinamentos ruins,
com idéias ruins, desrespeitoso,
está longe da estatura de um ancião.

Mas aquele consumado em virtude,
com aprendizado e discernimento,
com autocontrole nos fatores que dão estabilidade, [1]
que vê o significado com clareza por meio da sabedoria;
tendo superado todos os fenômenos,
não estéril, com discernimento,
tendo abandonado o nascimento e morte,
perfeito na vida espiritual,
nele não há impurezas -
ele é quem chamo ancião.
Com a destruição das impurezas
um bhikkhu é chamado ancião.

 


Notas:

[1] Os comentários explicam que os fatores que dão estabilidade é samadhi.

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 2 Março 2013

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.