Anguttara Nikaya IV.111

Kesi Sutta

Para Kesi o Treinador de Cavalos

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


Então Kesi o treinador de cavalos foi até o Abençoado e ambos se cumprimentaram. Quando a conversa cortês e amigável havia terminado o Abençoado lhe disse:

“Você Kesi é um homem bem formado, um treinador de cavalos domáveis. E como você treina um cavalo domável?”

“ Senhor, eu treino um cavalo domável [ às vezes ] com doçura, [ às vezes ] com severidade, [ às vezes ] com ambos doçura e severidade.”

“ E se um cavalo domável não se submete ao treinamento com doçura ou ao treinamento com severidade ou ao treinamento com doçura e severidade, Kesi, o que você faz?”

“ Se um cavalo domável não se submete ao treinamento com doçura ou ao treinamento com severidade ou ao treinamento com doçura e severidade, então eu o mato. E por que isso? [Eu penso] Que isso não seja uma vergonha para a minha linhagem de treinadores.’ Porém senhor, o Abençoado é um inigualável mestre de pessoas domáveis. Como você treina uma pessoa domável?”

“ Kesi, eu treino uma pessoa domável [ às vezes ] com doçura, [ às vezes ] com severidade, [ às vezes ] com ambos doçura e severidade.”

“ Usando doçura, [ eu ensino ] ‘Essa é a conduta corporal benéfica. Esse é o resultado da conduta corporal benéfica. Essa é a conduta verbal benéfica. Esse é o resultado da conduta verbal benéfica. Essa é a conduta mental benéfica. Esse é o resultado da conduta mental benéfica. Assim são os devas. Assim são os seres humanos.’

“ Usando severidade [ eu ensino ] ‘Essa é a conduta corporal prejudicial. Esse é o resultado da conduta corporal prejudicial. Essa é a conduta verbal prejudicial. Esse é o resultado da conduta verbal prejudicial. Essa é a conduta mental prejudicial. Esse é o resultado da conduta mental prejudicial. Assim é o inferno. Assim é o útero animal. Assim são os fantasmas.’

“ Usando doçura e severidade [ eu ensino ] ‘Essa é a conduta corporal benéfica. Esse é o resultado da conduta corporal benéfica. Essa é a conduta corporal prejudicial. Esse é o resultado da conduta corporal prejudicial. Essa é a conduta verbal benéfica. Esse é o resultado da conduta verbal benéfica. Essa é a conduta verbal prejudicial. Esse é o resultado da conduta verbal prejudicial. Essa é a conduta mental benéfica. Esse é o resultado da conduta mental benéfica. Essa é a conduta mental prejudicial. Esse é o resultado da conduta mental prejudicial. Assim são os devas. Assim são os seres humanos. Assim é o inferno. Assim é o útero animal. Assim são os fantasmas.’

“E se uma pessoa domável não se submete ao treinamento com doçura ou ao treinamento com severidade ou ao treinamento com doçura e severidade, o que você faz?”

“Se uma pessoa domável não se submete ao treinamento com doçura ou ao treinamento com severidade ou ao treinamento com doçura e severidade, então Kesi, eu a mato.”

“Mas não é correto que o Abençoado tire a vida de alguém! E no entanto o Abençoado acaba de dizer, ‘Kesi, eu o mato’”

“ É verdade Kesi, não é correto que o Tathagata mate. Porém se uma pessoa domável não se submete ao treinamento com doçura ou ao treinamento com severidade ou ao treinamento com doçura e severidade então o Tathagata considera que essa pessoa não é digna de que se lhe dirija a palavra ou de ser admoestada e os seus sábios companheiros na vida santa consideram que essa pessoa não é digna de que se lhe dirija a palavra ou de ser admoestada. Isso é o que significa ser totalmente destruído na Doutrina e na Disciplina, quando o Tathagata não considera alguém digno de que se lhe dirija a palavra ou de ser admoestado, e que os seus sábios companheiros na vida santa não o considerem digno de que se lhe dirija a palavra ou de ser admoestado.”

“Sim senhor, efetivamente alguém é totalmente destruído se o Tathagata não o considera digno de que se lhe dirija a palavra ou de ser admoestado, e que os seus sábios companheiros na vida santa não o considerem digno de que se lhe dirija a palavra ou de ser admoestado.”

“Magnífico, Venerável senhor! Magnífico, Venerável senhor! O Abençoado esclareceu o Dhamma de várias formas, como se tivesse colocado em pé o que estava de cabeça para baixo, revelasse o que estava escondido, mostrasse o caminho para alguém que estivesse perdido ou segurasse uma lâmpada no escuro para aqueles que possuem visão pudessem ver as formas. Eu busco refúgio no Abençoado, no Dhamma e na Sangha dos bhikkhus. Que o Abençoado me aceite como discípulo leigo que buscou refúgio para o resto da vida.”

 


 

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 14 Fevereiro 2006

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.