Anguttara Nikaya III.68

Tittha Sutta

Sectários

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


“Bhikkhus, se vocês forem perguntados pelos errantes de outras seitas, ‘Amigos, há essas três qualidades. Quais três? Paixão, raiva e delusão. [1] Essas são as três qualidades. Agora qual é a diferença, qual é a distinção, qual é o fator que distingue essas três qualidades?’ – ao serem assim perguntados, como vocês responderiam aos errantes de outras seitas?”

“Venerável senhor, os nossos ensinamentos têm o Abençoado como origem, como guia e como refúgio. Seria bom se o Abençoado pudesse explicar o significado dessas palavras. Tendo ouvido do Abençoado, os bhikkhus o recordarão.”

“Então, ouçam e prestem muita atenção àquilo que eu vou dizer.” – “Sim, venerável senhor,” os bhikkhus responderam. O Abençoado disse o seguinte:

“Bhikkhus, se vocês forem perguntados pelos errantes de outras seitas, ‘Amigos, há essas três qualidades. Quais três? Paixão, raiva e delusão. Essas são as três qualidades. Agora qual é a diferença, qual é a distinção, qual é o fator que distingue essas três qualidades?’ – ao serem assim perguntados, vocês deveriam responder aos errantes de outras seitas deste modo: ‘Amigos, a paixão é menos censurável mas é difícil de ser removida. A raiva é mais censurável mas é mais fácil de ser removida. A delusão é muito censurável e é difícil de ser removida. [2]

“Se eles perguntarem: ‘Mas, amigos, qual é a razão, qual é a causa, para surgir a paixão que não surgiu, e para o incremento e fortificação da paixão que já surgiu?’ Vocês deveriam responder: ‘O sinal da beleza: para aquele que dá atenção sem sabedoria ao sinal da beleza, surge a paixão que não surgiu, e a paixão que já surgiu se incrementa e se fortifica.’

“Se eles perguntarem: ‘Mas, amigos, qual é a razão, qual é a causa, para surgir a raiva que não surgiu, e para o incremento e fortificação da raiva que já surgiu?’ Vocês deveriam responder: ‘O sinal do repulsivo: para aquele que dá atenção sem sabedoria ao sinal do repulsivo, surge a raiva que não surgiu, e a raiva que já surgiu se incrementa e se fortifica.’

“Se eles perguntarem: ‘Mas, amigos, qual é a razão, qual é a causa, para surgir a delusão que não surgiu, e para o incremento e fortificação da delusão que já surgiu?’ Vocês deveriam responder: ‘A atenção sem sabedoria: para aquele que dá atenção sem sabedoria, surge a delusão que não surgiu, e a delusão que já surgiu se incrementa e se fortifica.’

“Se eles perguntarem: ‘Mas, amigos, qual é a razão, qual é a causa, para que não surja a paixão que não surgiu, e para o abandono da paixão que já surgiu?’ Vocês deveriam responder: ‘O sinal do repulsivo: para aquele que dá atenção com sabedoria ao sinal do repulsivo, não surge a paixão que não surgiu, e a paixão que já surgiu é abandonada.’

“Se eles perguntarem: ‘Mas, amigos, qual é a razão, qual é a causa, para que não surja a raiva que não surgiu, e para o abandono da raiva que já surgiu?’ Vocês deveriam responder: ‘A libertação da mente através do amor bondade: para aquele que dá atenção com sabedoria para a libertação da mente através do amor bondade, não surge a raiva que não surgiu, e a raiva que já surgiu é abandonada.’

“Se eles perguntarem: ‘Mas, amigos, qual é a razão, qual é a causa, para que não surja a delusão que não surgiu, e para o abandono da delusão que já surgiu?’ Vocês deveriam responder: ‘A atenção com sabedoria: para aquele que dá atenção com sabedoria, não surge a delusão que não surgiu, e a delusão que já surgiu é abandonada.’”

 


Notas:

[1] Paixão, (raga), é um sinônimo de cobiça, (lobha). Cobiça é o termo que aparece com mais freqüência quando são mencionadas as três raizes de ações prejudiciais ou inábeis, (akusala-mula). [Retorna]

[2] Para demonstrar que a paixão é menos censurável, AA oferece como exemplo o fato que não há nenhum estigma social associado ao casamento embora este esteja fundamentado no desejo sexual e, neste caso, se a paixão estiver limitada ao que prescrevem os padrões morais da sociedade, esse tipo de paixão, por si só, não irá conduzir a um renascimento desfavorável. Por conseguinte ela é menos censurável sob o ponto de vista da sociedade bem como das conseqüências de kamma. Mas como o desejo sexual tem raizes profundas na natureza humana, ele “é difícil de ser removido tal como a fuligem oleosa, e é o tipo de apego que pode ter seguimento por algumas vidas.”

A raiva e a delusão são censuráveis sob o ponto vista da sociedade e trazem conseqüências de kamma ruins, porque ambas podem conduzir a um renascimento num dos planos inferiores. A raiva no entanto, é um estado mental desagradável, e visto que os seres buscam a felicidade, em geral eles tentarão se livrar da raiva. Idéias deludidas no entanto, se estiverem profundamente enraizadas, serão tão difíceis de remover como o desejo sexual. [Retorna]

Veja também o SN XLVI.51

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 12 Maio 2007

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.