Anguttara Nikaya III.35

Hatthaka Sutta

Hatthaka

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


Certa ocasião o Abençoado estava em Alavi, sentado num amontoado de folhas espalhadas sobre uma trilha de gado, num bosque de simsapa. Então Hatthaka de Alavi [1] enquanto caminhava e perambulava fazendo exercício viu o Abençoado ali sentado. Ele foi até o Abençoado e depois de cumprimentá-lo, sentou a um lado e disse:

"Venerável senhor, o Abençoado dormiu bem?"

"Sim, príncipe, eu sou um daqueles no mundo que dorme bem."

"Mas, venerável senhor, as noites no inverno são frias. Estamos no intervalo de oito dias, na época em que a neve cai. [2] O chão pisoteado pelos cascos do gado é desigual, a camada de folhas é fina, as folhas nas árvores são esparsas, os mantos de cor ocre não aquecem e os ventos fortes são frios. No entanto o Abençoado assim diz: 'Sim, príncipe, eu sou um daqueles no mundo que dorme bem.'"

"Muito bem, então príncipe, eu o questionarei acerca desse assunto e você responda como considerar adequado. O que você pensa, príncipe? Um chefe de família, ou o filho de um chefe de família, pode ter uma casa com um telhado com cumeeira, com as paredes revestidas por dentro e por fora, cerrada, protegida por barras, com as janelas fechadas. Lá ele poderá ter um sofá com tapetes, cobertores e colchas, com uma excelente cobertura com pele de antílope e com baldaquino e almofadas vermelhas para a cabeça e os pés. Uma lamparina estaria ardendo e as suas quatro esposas o estariam servindo de um modo extremamente agradável. O que você pensa: ele dormiria bem, ou não, ou o que você pensa com relação a isso?"

"Ele dormiria bem, venerável senhor. Ele seria um daqueles no mundo que dorme bem."

(1) "O que você pensa, príncipe? Poderiam surgir no chefe de família, ou no filho de um chefe de família, febres corporais e mentais nascidas da paixão, que o atormentariam de modo que ele dormiria mal?"

"Sim, venerável senhor."

"Poderiam surgir no chefe de família, ou no filho de um chefe de família, febres corporais e mentais nascidas da paixão, que o atormentariam de modo que ele dormiria mal; mas o Tathagata abandonou essa paixão, cortou-a pela raiz, tal como com um tronco de palmeira, eliminada de modo que não estará mais sujeita a um futuro surgimento. Por conseguinte, eu durmo bem.

(2) "O que você pensa, príncipe? Poderiam surgir no chefe de família, ou no filho de um chefe de família, febres corporais e mentais nascidas da raiva ... (3) ... febres corporais e mentais nascidas da delusão, que o atormentariam de modo que ele dormiria mal?"

"Sim, venerável senhor."

"Poderiam surgir no chefe de família, ou no filho de um chefe de família febres corporais e mentais nascidas da raiva ... da delusão, que o atormentariam de modo que ele dormiria mal; mas o Tathagata abandonou essa raiva ... essa delusão, cortou-a pela raiz, tal como com um tronco de palmeira, eliminada de modo que não estará mais sujeita a um futuro surgimento. Por conseguinte, eu durmo bem."

Ele sempre dorme bem,
o brâmane que realizou nibbana,
esfriado, sem aquisições,
sem ser maculado pelos prazeres dos sentidos.

Tendo extirpado todos os apegos,
tendo removido a tristeza do coração,
quem está em paz dorme bem,
tendo alcançado a paz na mente.

 


Notas:

[1] Hatthaka era o filho do rei de Alavi. Ele teria realizado o estado de não retorno ao ouvir um discurso do Buda. [Retorna]

[2] Por volta de meados de Fevereiro. [Retorna]

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 2 Fevereiro 2013

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.