Anguttara Nikaya II 134-136

Ayacana Sutta

Aspiração

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


(134) "Bhikkhus, possuindo duas qualidades, a pessoa tola, incompetente, ruim, se mantém numa condição mutilada e prejudicada; ela é passível de crítica e sujeita à censura pelos sábios; e ela gera muito demérito. Quais duas? Sem investigar e examinar, ela elogia quem merece censura. Sem investigar e examinar, ela censura quem merece elogio. Possuindo essas duas qualidades, a pessoa tola, incompetente, ruim, se mantém numa condição mutilada e prejudicada; ela é passível de crítica e sujeita à censura pelos sábios; e ela gera muito demérito.

"Bhikkhus, possuindo duas qualidades, a pessoa sábia, competente, boa, se mantém numa condição íntegra e sem prejuízo; ela não é passível de crítica e não está sujeita à censura pelos sábios; e ela gera muito mérito. Quais duas? Tendo investigado e examinado, ela elogia quem merece elogio. Tendo investigado e examinado, ela censura quem merece censura. Possuindo essas duas qualidades, a pessoa sábia, competente, boa, se mantém numa condição íntegra e sem prejuízo; ela não é passível de crítica e não está sujeita à censura pelos sábios; e ela gera muito mérito."

(135) "Bhikkhus, possuindo duas qualidades, a pessoa tola, incompetente, ruim, se mantém numa condição mutilada e prejudicada; ela é passível de crítica e sujeita à censura pelos sábios; e ela gera muito demérito. Quais duas? Sem investigar e examinar, ela suspeita algo que merece crédito. Sem investigar e examinar, ela dá crédito a algo que é suspeito. Possuindo essas duas qualidades, a pessoa tola, incompetente, ruim se mantém numa condição mutilada e prejudicada; ela é passível de crítica e sujeita à censura pelos sábios; e ela gera muito demérito.

"Bhikkhus, possuindo duas qualidades, a pessoa sábia, competente, boa, se mantém numa condição íntegra e sem prejuízo; ela não é passível de crítica e não está sujeita à censura pelos sábios; e ela gera muito mérito. Quais duas? Tendo investigado e examinado, suspeita algo que é suspeito. Tendo investigado e examinado, ela dá crédito a algo que merece crédito. Possuindo essas duas qualidades, a pessoa sábia, competente, boa, se mantém numa condição íntegra e sem prejuízo; ela não é passível de crítica e não está sujeita à censura pelos sábios; e ela gera muito mérito."

(136) "Bhikkhus, comportando-se de forma incorreta em relação a duas pessoas, a pessoa tola, incompetente, ruim, se mantém numa condição mutilada e prejudicada; ela é passível de crítica e sujeita à censura pelos sábios; e ela gera muito demérito. Quais duas? A própria mãe e o próprio pai. Comportando-se de forma incorreta em relação a duas pessoas, a pessoa tola, incompetente, ruim, se mantém numa condição mutilada e prejudicada; ela é passível de crítica e sujeita à censura pelos sábios; e ela gera muito demérito.

"Bhikkhus, comportando-se de forma correta em relação a duas pessoas, a pessoa sábia, competente, boa, se mantém numa condição íntegra e sem prejuízo; ela não é passível de crítica e não está sujeita à censura pelos sábios; e ela gera muito mérito. Quais duas? A própria mãe e o próprio pai. Comportando-se de forma correta em relação a duas pessoas, a pessoa sábia, competente, boa, se mantém numa condição íntegra e sem prejuízo; ela não é passível de crítica e não está sujeita à censura pelos sábios; e ela gera muito mérito."

 


 

>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 22 Dezembro 2012

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.