Anguttara Nikaya I.306-318

Ekadhamma Sutta

Uma Coisa

Somente para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser impresso para distribuição gratuita.
Este trabalho pode ser re-formatado e distribuído para uso em computadores e redes de computadores
contanto que nenhum custo seja cobrado pela distribuição ou uso.
De outra forma todos os direitos estão reservados.

 


(306) "Bhikkhus, eu não vejo nenhuma outra única coisa, que faz com que qualidades prejudiciais que ainda não surgiram surjam, e qualidades benéficas que já surgiram declinem, como o entendimento incorreto. Para quem tem o entendimento incorreto, as qualidades prejudiciais que ainda não surgiram surgem, e as qualidades benéficas que já surgiram declinam."

(307) "Bhikkhus, eu não vejo nenhuma outra única coisa, que faz com que qualidades benéficas que ainda não surgiram surjam e qualidades prejudiciais que já surgiram diminuam, como o entendimento correto. Para quem tem o entendimento correto as qualidades benéficas que ainda não surgiram surgem, e qualidades prejudiciais que já surgiram declinam."

(308) "Bhikkhus, eu não vejo nenhuma outra única coisa, que faz com que qualidades benéficas que ainda não surgiram não surjam, e qualidades benéficas que já surgiram declinem, como o entendimento incorreto. Para quem tem o entendimento incorreto, as qualidades benéficas que ainda não surgiram não surgem, e as qualidades benéficas que já surgiram declinam."

(309) "Bhikkhus, eu não vejo nenhuma outra única coisa, que faz com que qualidades prejudiciais que ainda não surgiram não surjam e qualidades prejudiciais que já surgiram diminuam, como o entendimento correto. Para quem tem o entendimento correto as qualidades prejudiciais que ainda não surgiram não surgem, e qualidades prejudiciais que já surgiram diminuem."

(310) "Bhikkhus, eu não vejo nenhuma outra única coisa, que faz com que o entendimento incorreto que ainda não surgiu surja, e o entendimento incorreto que já surgiu aumente, como a atenção sem sabedoria. Para quem tem atenção sem sabedoria, o entendimento incorreto que ainda não surgiu surge, e o entendimento incorreto que já surgiu aumenta."

(311) "Bhikkhus, eu não vejo nenhuma outra única coisa, que faz com que o entendimento correto que ainda não surgiu surja, e o entendimento correto que já surgiu aumente, como a atenção com sabedoria. Para quem tem atenção com sabedoria, o entendimento correto que ainda não surgiu surge, e o entendimento correto que já surgiu aumenta."

(312) "Bhikkhus, eu não vejo nenhuma outra única coisa por conta da qual, com a dissolução do corpo, após a morte, os seres renasçam num plano de miséria, num destino ruim, nos mundos inferiores, no inferno, como o entendimento incorreto. Possuindo o entendimento incorreto, com a dissolução do corpo, após a morte, os seres renascem num plano de miséria, num destino ruim, nos mundos inferiores, no inferno."

(313) "Bhikkhus, eu não vejo nenhuma outra única coisa por conta da qual, com a dissolução do corpo, após a morte, os seres renasçam num destino feliz, no paraíso como o entendimento correto. Possuindo o entendimento correto, com a dissolução do corpo, após a morte, os seres renascem num destino feliz, no paraíso."

(314) "Bhikkhus, uma pessoa com o entendimento incorreto, qualquer kamma corporal, kamma verbal ou kamma mental que ela incite e realize, de acordo com esse entendimento, e qualquer que seja a sua intenção, anseio, inclinação, e atividades volitivas, tudo irá conduzir ao que não é desejado, não é querido, ao que é desagradável, ao dano e ao sofrimento. Por qual razão? Porque o entendimento é ruim.

"Suponham, bhikkhus, que uma semente de pepino amargo ou de abóbora amarga fosse plantada num solo fértil. Quaisquer nutrientes que a semente tome do solo e da água irão resultar no seu sabor amargo, pungente, e desagradável. Por qual razão? Porque a semente é ruim. Assim também, uma pessoa com o entendimento incorreto ... tudo irá conduzir ao que não é desejado, não é querido, ao que é desagradável, ao dano e ao sofrimento. Por qual razão? Porque o entendimento é ruim."

(315) "Bhikkhus, uma pessoa com o entendimento correto qualquer kamma corporal, kamma verbal ou kamma mental que ela incite e realize, de acordo com esse entendimento, e qualquer que seja a sua intenção, anseio, inclinação, e atividades volitivas, tudo irá conduzir ao que é desejado, é querido, ao que é agradável, ao bem-estar e à felicidade. Por qual razão? Porque o entendimento é bom.

"Suponham, bhikkhus, que uma semente de cana-de-açúcar, de arroz, ou uva, fosse plantada num solo fértil. Quaisquer nutrientes que a semente tome do solo e da água irão resultar no seu sabor doce, agradável, e delicioso. Por qual razão? Porque a semente é boa. Assim também, uma pessoa com o entendimento correto ... tudo irá conduzir ao que é desejado, é querido, ao que é agradável, ao bem-estar e à felicidade. Por qual razão? Porque o entendimento é bom."

(316) “Bhikkhus, há a pessoa que surge neste mundo em prejuízo de muitos, pela infelicidade de muitos, pela ruína, dano e sofrimento de muitos, devas e humanos. Quem é essa pessoa? É a pessoa com o entendimento incorreto, com a perspectiva incorreta. Ela afasta muitas pessoas do bom Dhamma e as estabelece no Dhamma ruim. Essa é a pessoa que surge neste mundo em prejuízo de muitos, pela infelicidade de muitos, pela ruína, dano e sofrimento de muitos, devas e humanos."

(317) “Bhikkhus, há a pessoa que surge neste mundo em benefício de muitos, pela felicidade de muitos, pelo bem, bem-estar e felicidade de muitos, devas e humanos. Quem é essa pessoa? É a pessoa com o entendimento correto, com a perspectiva correta. Ela afasta muitas pessoas do Dhamma ruim e as estabelece no bom Dhamma. Essa é a pessoa que surge neste mundo em benefício de muitos, pela felicidade de muitos, pelo bem, bem-estar e felicidade de muitos, devas e humanos."

(318) “Bhikkhus, eu não vejo outra coisa que seja tão repreensível como o entendimento incorreto. O entendimento incorreto é a pior das coisas que são repreensíveis.”

 


>> Próximo Sutta

 

 

Revisado: 1 Junho 2013

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.