23. Nagavagga

O Elefante

 


 

 

Tal como um elefante num campo de batalha
resiste às flechas lançadas dos arcos,
assim também suportarei as ofensas.
Há muitos, deveras, que não são virtuosos.
                                                        Dhp 320

Um elefante treinado passa pela multidão.
O rei monta o animal treinado.
Superior entre os homens são os domesticados
que suportam as ofensas.

                                                        Dhp 321

Excelentes são as mulas bem treinadas,
os puros-sangues de Sindh, e um poderoso elefante,
melhor ainda é aquele domesticado.
                                                        Dhp 322

No entanto não é com essas montarias
que alguém segue o caminho não trilhado (nibbana).
Segue o caminho aquele com a mente
bem treinada e domesticada.
                                                        Dhp 323

[Nota 1]

Difícil de ser controlado o elefante Dhanapala no cio,
com o odor pungente escorrendo das têmporas.
Mantido no cativeiro ele não come nem um bocado
saudoso recordando-se da floresta.
                                                        Dhp 324

Estúpido e preguiçoso, glutão e dorminhoco,
chafurdando como um gordo porco doméstico,
repetidas vezes segue ao renascimento.
                                                        Dhp 325

Antes esta mente perambulava como desejava,
de acordo com os seus caprichos e prazeres.
Agora com sabedoria conterei a mente
tal como um domesticador controla um elefante no cio.
                                                        Dhp 326

Delicie-se sendo diligente!
Proteja bem a mente!
Livre-se do atoleiro de contaminações,
tal como o elefante se livra do lamaçal.
                                                        Dhp 327

Se para a prática você encontrar um amigo
prudente, virtuoso e sábio,
permaneça com ele com atenção plena e alegria,
superando todas as dificuldades.
                                                        Dhp 328

Se para a prática não for encontrado um amigo
prudente, virtuoso e sábio,
tal como um rei que deixa para trás a terra conquistada,
siga só, como um elefante solitário na floresta.
                                                        Dhp 329

Melhor é permanecer só
pois não há companheirismo com os tolos.
Sem fazer o mal, despreocupado,
permaneça só tal como o elefante na floresta.
                                                        Dhp 330

[Nota 2]

Felicidade é ter amigos quando surge a necessidade,
felicidade é o contentamento com pouco,
felicidade é o mérito no fim da vida,
felicidade é o abandono de todo sofrimento.
                                                        Dhp 331

Felicidade neste mundo é servir à mãe,
também felicidade é servir ao pai.
Neste mundo felicidade é servir aos monges,
também felicidade é servir aos Nobres.
                                                        Dhp 332

Felicidade é a virtude até o fim da vida,
e felicidade é a fé bem estabelecida,
Felicidade é a realização da sabedoria,
e felicidade é evitar o mal.
                                                        Dhp 333

 


 

Índice                                                                                             24. Tanhavagga

 


 

Notas:

[Nota 1 - Verso 323] Sudantena: bem treinada através do desenvolvimento do Nobre Caminho Óctuplo [Retorna]

[Nota 2 - Verso 330] Veja Sahayata (companheirismo). [Retorna]


Índice                                                                                             24. Tanhavagga

 

 

Revisado: 20 Junho 2015

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.