Ajaan Brahmavamso

Ajaan Brahmavamso (também conhecido como Ajaan Brahm) (Peter Betts) nasceu em Londres em 1951. Ele teve uma origem humilde e já aos 17 anos de idade se considerava um Budista através dos livros que leu enquanto freqüentava a escola. Ele obteve uma bolsa de estudos para a Universidade de Cambridge onde estudou Física, durante esse período cresceu o seu interesse pela meditação. Depois de formado com um BA em Física e de lecionar matemática e ciências num colégio em Devon durante um ano, ele perdeu o encantamento por aquilo que havia estudado porque sentia que todos os grandes cientistas sabiam muitas coisas sobre o universo, mas praticamente nada acerca das sua próprias mentes. Assim ele resolveu ir para a Tailândia, onde aos 23 anos de idade foi ordenado em Bangcoc por aquele que mais tarde se tornaria o cabeça de toda a Sangha Tailandesa, Phra Somdet Buddhajahn, que na época era o abade do Wat Saket, um dos templos mais famosos em Bangcoc. Depois de alguns meses em Wat Saket ele foi para o Wat Pa Pong e pouco depois para o Wat Pa Nanachat que havia sido criado recentemente. Durante 9 anos ele estudou e treinou na tradição das florestas do renomado mestre de meditação Ajaan Chah.

Em 1983, foi convidado pela Buddhist Society of Western Australia a ajudar Ajaan Jagaro na criação de um monastério de florestas próximo a Perth, no Oeste da Austrália. Em 1993 ele substituiu Ajaan Jagaro como abade do monastério. O monastério, Bodhinyana Monastery, conta com aproximadamente 20 monges residentes. Ele também é o Diretor Espiritual da Buddhist Society of W.A (Dhammaloka Buddhist Centre), Conselheiro Espiritual da Buddhist Society of Victoria e Diretor Espiritual do Cittabhavana Buddhist Hermitage em Bundanoon, N.S.W, e por fim ele é também o Patrono Espiritual da Buddhist Fellowship’s.

Em 1997 foi estabelecido um monastério para mulheres, (Dhammasara Nun’s Monastery), que durante muito tempo esteve sob a liderança da Ven. Ajaan Vayama. Em 2009 as 4 siladharas residentes no monastério foram ordenadas como bhikkhunis, sendo que essa foi a primeira ordenação de bhikkhunis na tradição das florestas.

Em 2003 ele esteve num retiro isolado por 6 meses. Durante esse período ele não teve contato com nenhuma pessoa, dedicando-se exclusivamente à meditação e ao estudo ocasional de algum sutta do Majjhima Nikaya.

Em 2006 Ajaan Brahm foi agraciado com a honraria eclesiástica Tailandesa de Than Chao Kun com o título de Phra Visuddhisamvarathera.

Em 2009 sob a direção de Ajaan Brahm foi concluída a construção do Jhana Grove um centro dedicado a retiros de meditação, próximo ao Bodhinyana Monastery.

Ajaan Brahm visita com regularidade as prisões no Oeste da Austrália para ensinar Budismo e meditação. Viajando com freqüência, Ajaan Brahm dá palestras e dirige retiros de meditação tanto na Austrália como em outros países da Ásia.

Ele é o autor de Mindfulness, Bliss, and Beyond: A Meditator’s Handbook, Who Ordered this Truckload of Dung (traduzido para o Português - Antes que o dia acabe, seja feliz!) e The Art of Disappearing.

Ajaan Brahm possui incansável energia para o ensino do Dhamma. Ele emprega uma singular combinação de erudição, meditação e um senso de humor travesso para comunicar os ensinamentos Budistas para uma ampla e variada audiência.

http://www.bswa.org


 

Livro grátis em todos formatos digitais (ePub, MOBI AZW3, PDF), com cinco palestras de renomados mestres da Tradição das Florestas da Tailândia: Ajaan Chah, Ajaan Brahmavamso, Ajaan Pasanno, Ajaan Sucitto, Ajaan Chandako, que são verdadeiras jóias raras com valiosas dicas sobre o cultivo mental ensinado pelo Buda.

 

Livro grátis em todos formatos digitais (ePub, MOBI AZW3, PDF)
"Meditação é Fácil" (Ajaan Brahm). Descubra como neste guia completo elaborado com base em livretos publicados pelo Bodhinyana Monastery e palestras de Ajaan Brahm.
Inédito no Acesso ao Insight. Traduzido e editado por Michael Beisert.

 

Entrevista para o jornal The Bangkok Post sobre porque e como praticar a meditação.

 

O Buda disse que todos os seres almejam a felicidade e evitam o sofrimento. Ele também disse que a felicidade máxima é realizar nibbana ou tornar-se iluminado. Mas o que significa "tornar-se iluminado"?

 

Duas histórias de devas.

 

Qual é o momento mais importante? Quem é a pessoa mais importante? Qual é a coisa mais importante a ser feita? Um imperador busca pelas respostas a essas perguntas para guiá-lo como pessoa e como governante.

 

Uma palestra no encerramento de um retiro de nove dias.

 

Ajaan Brahm oferece neste ensaio uma análise profunda de Paticca-samuppada - a origem dependente, desfazendo alguns equívocos comuns na atualidade.

 

Como podemos descobrir por nós mesmos o propósito da vida, a fim de viver com sentido. Viver a vida com sentido, de acordo com o Dhamma, elimina a dor da perda, e nos permite morrer com alegria.

 

Mo era um detento em uma prisão de segurança máxima, ele havia nascido naquela prisão, vivido ali toda a sua vida, e por isso não conhecia nenhum outro lugar. A prisão Samsara. Uma história contada por Ajaan Brahm.

 

Uma das razões porque as pessoas celebram a ciência é devido a todas as suas conquistas tecnológicas. Uma das razões porque o Budismo está crescendo nos dias de hoje é por causa de todas as suas realizações na "tecnologia da mente". O Budismo resolve problemas.

 

O Budismo não é considerado e tratado como uma religião em muitos países do Ocidente. Leia o relato da experiência de Ajaan Brahm

 

Uma palestra de Ajaan Brahmavamso na qual ele descreve o significado de realidade condicionada, que é um dos temas freqüentes no Budismo. Publicada no livro "Simply this Moment."

 

Uma palestra dada aos monges no Bodhinyana Monastery.

 

Provavelmente, o termo mais mal compreendido nos círculos Budistas ocidentais é aquele normalmente traduzido como 'apego'.

 

Estamos na presença de nibbana no sentido que nos dedicamos à prática que conduz a nibbana. Às vezes é difícil perceber o quão perto podemos estar. Não nos damos conta que tudo que temos que fazer é virar a nossa cabeça, fazer apenas uma ligeira mudança na nossa maneira de ver as coisas, abrir-nos para a mesma verdade que o Buda viu.

 

No Budismo não há nenhum problema em cometer erros. Isso significa que temos a liberdade de sermos humanos, em vez de pensar que somos maravilhosos e geniais e que nunca cometemos erros.

 

Mais já foi falado sobre Satipatthana do que qualquer outra prática de meditação Budista. Mas de acordo com o autor ainda há muita confusão com relação a o que realmente o Buda ensinou.

 

É possível realizar o objetivo supremo sem qualquer experiência de jhana?


* * *

Vinaya

Uma série de artigos breves sobre temas do Vinaya que despertam o interesse das comunidades leigas. Estes artigos foram publicados na década dos anos 1990 quando a BSWA ainda estava no seu período de formação.

 

Sob quais condições um monge ou monja podem comer carne.

 

Qual o verdadeiro significado de Sangha, de acordo com os ensinamentos dos Suttas.

 

Qual a hora e local certos para comer, de acordo com os ensinamentos dos Suttas.

 

Como funcionavam os monastérios na época do Buda.

 

Quatro transgressões que resultam na expulsão automática da Sangha.

 

A controversa questão das relações de um monge ou monja com o dinheiro.

 

Uma das importantes regras do Vinaya, para os monges bem como as monjas, é a proibição de um monge estar a sós com mulheres, e uma monja estar a sós com homens.

 

Qual é o modo de vida incorreto para um monge ou monja.

 

Sob quais circunstâncias, se é que existe alguma, um monge pode exercer a profissão de médico para os leigos.

 

A cerimônia de ordenação (upasampada), de um monge Budista Theravada é um dos 'atos legais da Sangha' contida nas regras monásticas (Vinaya).


* * *

Ordenação de Mulheres

Artigos sobre a questão da ordenação de mulheres no Budismo Theravada.

 

Este texto tem uma relevância e importância histórica. É evidente que já em 1990 Ajaan Brahm expressa claramente uma inclinação favorável ao restabelecimento da ordem das bhikkhunis.

 

Entrevista de Ajaan Brahm em 2009.

 

Artigo publicado em 2014 sobre a questão da ordenação das bhikkhunis como uma das ações para realizar o objetivo de justiça social de acordo com o Millenium Development Goals (MDGs) estabelecidos pela ONU no ano 2000.

 

 

Revisado: 20 Fevereiro 2016

Copyright © 2000 - 2017, Acesso ao Insight - Michael Beisert: editor, Flávio Maia: designer.